Copiloto da Germanwings repetidamente acelerou aeronave, diz agência

Os investigadores ainda tentam identificar o que levou Lubitz a provocar o acidente

Comentar
Compartilhar
03 ABR 201513h02

O copiloto do avião da Germanwings, Andreas Lubitz, repetidamente acelerou a aeronave utilizando o piloto automático para descer o Airbus A320 contra os Alpes, disse a agência de investigações de acidentes aéreos da França nesta sexta-feira.

O novo detalhe fornecido pela agência é baseado na leitura inicial dos registros de voo da segunda caixa preta da aeronave encontrada e fortalece as suspeitas iniciais de que Lubitz provocou intencionalmente o acidente, que matou 150 passageiros e toda a tripulação. Os investigadores ainda tentam identificar o que levou Lubitz a provocar o acidente.

Segundo a leitura preliminar dos registros da caixa preta, Lubitz utilizou o piloto automático para colocar a aeronave em rota descendente e então repetidamente ajustou o comando para provocar aceleração do avião. A agência informou que a leitura da caixa preta prossegue, de modo a buscar mais detalhes sobre o que aconteceu. O registro de dados do voo contém informações sobre parâmetros tais como velocidade, altitude e ações que o piloto tomou no comando. 


Copiloto da Germanwings repetidamente acelerou aeronave, diz agência (Foto: EC)