Consumidores da região comprarão, em média, dois Ovos de Páscoa

Pesquisa é do Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista; ticket médio é de R$ 100. Este ano, no País inteiro, foram cerca de 150 lançamentos em produtos

Comentar
Compartilhar
21 MAR 201523h56

Tradicionalmente, a Páscoa é uma das três melhores datas de vendas de produtos, ficando atrás apenas do Natal e do Dia das Mães. O foco principal é a compra de Ovos de Chocolate e outros produtos derivados da sobremesa, mas também há aqueles que comprarão outros itens do varejo para presentear os familiares e amigos. Este ano, no País inteiro, foram cerca de 150 lançamentos em produtos.

Pesquisa realizada pelo Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista nas nove cidades da Região indicou o perfil do consumidor para este período, e também, a expectativa dos empresários do setor. Na parte I da pesquisa, realizada com 500 consumidores, o ticket médio para compra este ano será de até R$ 100, com 52% das respostas. 27% dos entrevistados gastarão um pouco mais, entre 101 e 150 reais. Dentre os itens e quantidade de chocolate que pretendem comprar: 28,6% responderam de um a dois Ovos de Páscoa de Chocolate ao Leite. 23,4% comprarão de três a cinco Ovos de Páscoa de mesmo sabor. Em terceiro lugar, com 21% das respostas estão os bombons variados, seguido por 6,4% entrevistados que comprarão de uma a duas Colombas Pascal e 5,3% responderam comprar de três a cinco barras de Chocolate ao Leite. 15,3% dos entrevistados responderam itens em menor escala como, por exemplo, Ovos e Barras de Chocolate Branco em menor ou maior quantidade.

Preço ficou em primeiro lugar dentre os itens que mais importam em uma loja para que o consumidor realize a compra, com 70% das respostas. Ano passado, este fator correspondia a apenas 30% na intenção de compra. Outros itens que interferem na decisão este ano estão uma Boa Localização da Loja (48%) e Bom Atendimento (33%). O principal meio de pagamento, diferentemente do resultado de 2014 que mostrou valores pagos a vista, este ano em maioria com 34,6% responderam que pagarão somente no cartão de crédito. Cartão de Débito (33%), Apenas dinheiro (24,8%), Meio misto: metade no crédito e metade no débito (6,6%), e outros (1%).

Ovos de Páscoa de marcas tradicionais chegam a custar mais de R$ 70; este ano há cerca de 150 lançamentos (Foto: Matheus Tagé/DL)

A Parte II, realizada com o setor patronal para medir a expectativa de vendas, indicou que 81% dos lojistas entrevistados (profissionais ou proprietários de bombonieres, chocolaterias, cafeterias, mini mercados, vendinhas e supermercados) esperam que as vendas aumentem este ano.

A expectativa de vendas, de acordo com o Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista, pode ser de até 2% em relação ao ano passado. “O ticket médio do ano passado também foi de até 100 reais, portanto, os dados finais de faturamento podem ser semelhantes. Além disso, o consumo nesta época poderá sofrer uma retração por causa do momento econômico atual. Mas atender bem o cliente e conhecer seu produto é o diferencial para uma compra bem sucedida”, afirma o presidente do Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista, Alberto Weberman.

Contratação Temporária

No País inteiro, a previsão é que sejam preenchidas 26 mil vagas temporárias para produção, promoção e venda dos produtos, a maioria na indústria, de acordo com a pesquisa encomendada pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB). Ou seja, duas mil vagas a mais em relação ao ano passado.
No comércio da Região, ainda há demanda para vagas temporárias em mini-mercados, supermercados, chocolaterias e bombonieres. Dos entrevistados pelo Sindicato, 32% das lojas contrataram ou ainda estão contratando funcionários, um número maior do que o indicado no ano passado, que foi de 27% das lojas. A média de empregados temporários para contratação varia de 1 (um) a 5 (cinco) profissionais. Dentre as vagas estão, por exemplo, a de vendedor, demonstrador, estoquista, repositor, dentre outras.