Condesb discute ações voltadas para a saúde na região

As ações para a região foram detalhadas pelos técnicos da Secretaria Estadual, na sede da Agência Metropolitana (Agem), em Santos

Comentar
Compartilhar
25 MAR 201418h15

A Baixada Santista está recebendo novos investimentos na área da saúde para reduzir os índices de mortalidade infantil. As ações do setor foram detalhadas na reunião do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) realizada na manhã desta terça-feira (25), na sede da Agência Metropolitana (Agem), em Santos.

O diretor do Departamento Regional de Saúde da Baixada Santista (DRS-IV), Cezar Kabbach, fez uma apresentação sobre os investimentos previstos para a região, além das ações já executadas, como a vinda do Centro de Regulação de Vagas da Saúde, que voltou a ter uma base na região.

As cidades que mais utilizam o serviço estão no Litoral Sul. Dos quase sete mil casos atendidos pela central de vagas em 2013, Praia Grande e Itanhaém contam com a maior gama de atendimentos efetuados. Itanhaém teve 1.355 pacientes durante o ano, perfazendo uma média de 200 pacientes por mês.

No combate a dengue, apesar da redução do número de casos, a questão ainda é preocupante, conforme alertou Kabbach. “A alta temperatura e a ausência de chuvas contribuiu para essa redução. Mas a chegada do outono vai favorecer a proliferação do mosquito transmissor da dengue (Aedes Aegypti). Então será necessário um trabalho forte feito pelos agentes de saúde na prevenção e identificação dos pontos de criadouros”.

Reunião foi realizada na manhã desta terça-feira (25) (Foto: Richard Durante Jr.)

O prefeito de Itanhaém e presidente do Condesb, Marco Aurélio Gomes, considerou a questão essencial para colocar em debate com as prefeituras. “Será preciso um esforço conjunto para podermos garantir que a dengue continue com os índices baixos de incidência e com controle garantido pelas secretarias de saúde dos municípios”.

Plano Metropolitano

O diretor-executivo da Agência Metropolitana da Baixada Santista (Agem), Marcelo Bueno, divulgou que a apresentação do Plano Metropolitano de Desenvolvimento Estratégico (PMDE) será no dia 30 de abril, no Teatro Guarany, em Santos. Cada Prefeitura receberá um exemplar do plano, que conterá as diretrizes para futuros investimentos na região, projetando a Baixada Santista até 2030. “Será uma conquista enorme e uma oportunidade para preparar a região para as transformações que ocorrerão nos próximos anos”, completou Bueno.

Houve ainda a deliberação referente ao encontro com os gestores e sociedade civil sobre Políticas Públicas de Cultura e a indicação de representantes da Região Metropolitana da Baixada Santista para compor o Conselho Estadual das Cidades (ConCidades). Cubatão e Praia Grande ficaram como titulares e Guarujá e Santos como suplentes no ConCidades.