Cinco soldados da Ucrânia são mortos e cessar-fogo no país parece ameaçado

Um porta-voz do Exército, Andriy Lysenko, disse que quatro soldados morreram quando o veículo blindado em que estavam atingiu uma mina, perto da cidade de Avdiivka

Comentar
Compartilhar
06 MAI 201518h55

Cinco soldados do governo da Ucrânia que enfrentam as tropas separatistas no leste do país foram mortos, em um dos dias mais sangrentos desde que o cessar-fogo na área foi decretado, em fevereiro, afirmaram autoridades militares.

Um porta-voz do Exército, Andriy Lysenko, disse que quatro soldados morreram quando o veículo blindado em que estavam atingiu uma mina, perto da cidade de Avdiivka. Outro foi morto em um emboscada em outra locação, segundo Lysenko.

Mais de 6 mil pessoas já morreram, em mais de um ano de conflito impulsionado por uma insurgência armada que pede a separação do leste do país. Monitores internacionais dizem que os dois lados violam o cessar-fogo, posicionando armamento pesado na linha de frente.

Hoje, representantes do governo ucraniano e dos separatistas se encontraram em Minsk, na Bielo-Rússia. Um dos temas é quanto de autonomia as regiões rebeldes podem ter, enquanto seguem como parte da Ucrânia.