CDHU autoriza o início das obras de mais 198 moradias em Santos

Trata-se da segunda fase do empreendimento Santos R; investimento da companhia é de R$ 13,8 milhões

Comentar
Compartilhar
10 SET 2019Por Da Reportagem08h30
A primeira etapa do Santos R, com 128 unidades, foi entregue em fevereiro deste anoFoto: Divulgação/PMS

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) autorizou a construção de mais 198 apartamentos em Santos. A ordem de início de serviços foi assinada no dia 18 de agosto e as obras devem ser iniciadas nesta semana, com previsão de término de 36 meses.

O empreendimento Santos R fica na Av. Brasil, 34, no Morro da Nova Cintra.

O investimento da CDHU é de R$ 13,8 milhões. As novas moradias, construídas em terreno de área total de mais de 14 mil metros quadrados, serão destinadas a famílias que residem em áreas de risco.

Trata-se da segunda fase do empreendimento Santos R. A primeira etapa, com 128 unidades, foi entregue em fevereiro deste ano. Os apartamentos seguem o mesmo padrão: pisos cerâmicos em todos os cômodos, azulejos nas paredes hidráulicas, medição individualizada de água, acessibilidade, entre outras melhorias.

Déficit habitacional

De acordo com a Cohab-Santos, o déficit habitacional do município é de 10.767 unidades. "Há estimativa de que cerca de 2.341 famílias vivem em palafitas no Dique da Vila Gilda, e 859, no São Manoel, Zona Noroeste de Santos".

Região

Na cidade de Santos já foram entregues 3.011 moradias. Na região da Baixada Santista, foram 24.258 unidades entregues. Estão em obras mais 2.728 moradias. Essas unidades em construção na Baixada representam R$ 167,5 milhões em investimentos pelos dois braços operacionais da Secretaria de Estado da Habitação - CDHU e Agência Casa Paulista.

Em matéria publicada no último dia 25 de agosto, a Reportagem do Diário do Litoral levantou que o déficit habitacional da Baixada Santista ultrapassa 85 mil moradias.

 

Colunas

Contraponto