Caminhada Histórica acontece dia 9 de fevereiro em Cubatão

Passeio vai percorrer o Caminho do Mar, reaberto recentemente para visitação. O passeio será gratuito e aberto para 200 pessoas

Comentar
Compartilhar
15 JAN 201412h55

O caminho obrigatório de tropeiros e viajantes que queriam ir ou vir para o litoral, há alguns séculos, agora pode novamente ser percorrido pelos cidadãos. O Parque Caminho do Mar foi reaberto e no dia 9/2, as pessoas terão a oportunidade de caminhar por ele a partir de Cubatão. O evento celebra os 481 anos de fundação do povoado de Cubatão, comemorados no dia 10 de fevereiro.

O passeio será gratuito e aberto para 200 pessoas. Os interessados devem se inscrever na Secretaria de Turismo de Cubatão, que funciona na Estação da Artes (Av. Nove de Abril, 1208), das 9h às 17h. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3361-4656.

O passeio tem início às 8h, com a concentração no Largo do Sapo (Praça Coronel Joaquim Montenegro). A saída, às 8h30, segue então pelo Cruzeiro Quinhentista e depois, pelo Caminho do Mar, pela entrada que existe ao lado da Refinaria. Serão quase 9 quilômetros percorrendo a estrada histórica.

Os participantes conhecerão o Pontilhão da Raiz da Serra, o Padrão de Lorena, o Rancho da Maioridade, o Belvedere Circular, as ruínas do Pouso (casa de pedra que abrigou trabalhadores em 1920) e o Pouso de Paranapiacaba, monumentos que estão sendo restaurados pela EMAE, empresa que administra o local.

O Parque Caminho do Mar foi reaberto e no dia 9/2, as pessoas terão a oportunidade de caminhar por ele a partir de Cubatão (Foto: Secom/PMC)

O secretário de Cultura de Cubatão, Welington Borges, afirma que o evento é apenas o início da retomada das visitações. "Optamos por realizar essa caminhada para comemorar o dia da fundação do povoado de Cubatão porque a reabertura do caminho é fundamental não apenas para a cidade, mas para a toda a Região, já que se trata de um marco histórico que deve ser visitado e conhecido por todos", disse.

Importante lembrar que é aconselhável o uso de roupas confortáveis, boné ou chapéu, protetor solar e repelente de mosquitos e, ainda, levar uma garrafa de água e lanche leve ou frutas. É proibida a entrada no lugar com bebidas alcoólicas, animais de estimação, automóveis, bicicletas, música em alto volume e transitar em trajes de banho ou sem camisa.

Caminho do Mar

Em 1560, o governador Mem de Sá encarregou os padres jesuítas, sob as ordens de José de Anchieta, de abrir uma ligação entre São Vicente e o Planalto. Em 1598, o capitão-mor Jorge Correia determinou que o Caminho do Mar fosse restaurado. Em 1661, o Governo da Capitania de São Vicente mandou construir a Estrada do Mar, com mais de 70 pontes, para permitir a passagem de carroças e carruagens.

Em 1789, o então governador da Capitania, Bernardo José Maria de Lorena, recuperou o então chamado Caminho do Mar e mandou pavimentar o trecho da Serra com lajes de granito. A Calçada de Lorena, assim chamada em homenagem a ele, ainda está parcialmente preservada. Em 1922, o então governador de São Paulo, Washington Luís, mandou construir alguns monumentos pela estrada para comemorar o centenário da independência.

Visitas

A partir de agora, quem quiser caminhar pela estrada contará com o serviço de monitores. O acesso poderá ser feito tanto por São Bernardo do Campo, no Alto da Serra, como por Cubatão, a partir do Centro de Visitantes localizado junto à Refinaria Presidente Bernardes. A princípio, o passeio será gratuito. Mas, em breve, será fixada uma taxa de manutenção.

As visitas podem ser agendadas por telefone (13) 3372-3307. A estrada estará aberta a caminhantes de terça-feira a domingo, das 9h às 16h. O percurso será realizado sempre com a presença de monitores. Há área para estacionamento tanto no Planalto como também junto ao Centro de Visitantes, em Cubatão, onde ocorre a distribuição de folhetos e mapas.