SEDUC

Atraso no kit escolar preocupa estudantes

Eles estão indo às aulas sem lápis, canetas, cadernos, borrachas e apontadores. Material deveria ser entregue no início do ano letivo

Comentar
Compartilhar
19 FEV 201510h52

Alunos de escolas estaduais da Baixada Santista reclamam que, apesar do início das aulas este mês, não receberam o kit com material escolar. Eles estão indo às aulas sem lápis, canetas, cadernos, borrachas e apontadores e outros itens do kit.

“O que nos informaram é que o Governo do Estado não iria nos mandar”, relatou ontem um estudante da Escola Estadual Martim Afonso, de São Vicente. “Quem pode está ajudando o colega de sala”.

O atraso, conforme o depoimento de outro aluno do Martim Afonso, atingiria também parte das apostilas usadas pelos professores em sala de aula.

As aulas começaram na rede estadual no dia 2 de fevereiro. Na Martim Afonso, houve falta de professores nos primeiros dias e as aulas foram retomadas, efetivamente na semana antes do Feriado do Carnaval.

A insatisfação com a demora na entrega levou à criação de um evento no Facebook: “Queremos material escolar, Sr. Alckmin”.

Segundo outro aluno, no ano passado o kit chegou completo e no começo do ano letivo. “O material é bom. Sobrou até um caderno do ano passado”.

Martim Afonso em SV, é uma das escolas sem material (Foto: Divulgação)

‘Todos receberão’

Contatada pela Reportagem, a Secretaria de Estado da Educação respondeu, na tarde de ontem, que abriu, no ano passado, um pregão para a compra do material escolar. Uma empresa concorrente questionou o processo com um recurso e o pregão teve de ser suspenso.

A Assessoria de Imprensa não informou o nome da empresa que entrou com recurso, nem da firma vencedora da licitação. A secretaria garante que, embora atrasada, a entrega do material já começou, mas não informou quantas escolas já receberam o material.

Questionada pelo Diário do Litoral quando a entrega do kit escolar será normalizada, a secretaria respondeu apenas “em breve”. “Todos os kits serão entregues”, garantiu a assessoria, em contato por telefone com a Reportagem.