Atos oficiais marcam aniversário de 465 anos de Santos

Autoridades da Administração Municipal, da Câmara de Santos, entre outras, participaram das celebrações do aniversário 465 anos de Santos

Comentar
Compartilhar
11 JAN 201321h07

O primeiro ato cívico foi realizado às 8 horas, na Praça da República, junto ao monumento a Braz Cubas, fundador da Cidade. Em seguida, uma missa foi celebrada na Catedral.

Já por volta das 11 horas, o presidente da Câmara Manoel Constantino dos Santos presidiu a sessão solene na Sala Princesa Isabel, no Paço Municipal, tendo como orador, o vereador Adilson Júnior, 2º vice-presidente da Casa. Compondo a mesa estavam ainda a ex-vereadora e deputada estadual eleita Telma de Souza e o deputado federal reeleito Beto Mansur. O secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Paulo Alexandre Barbosa também marcou presença na cerimônia, além dos vereadores do Legislativo.

Durante as festividades oficiais pelo aniversário de fundação de Santos, o prefeito João Paulo Tavares Papa falou sobre o projeto de reurbanização da orla que prevê a redução dos quiosques.

"Os quiosques de serviços e de lanches não combinam mais com a qualidade da orla santista. Faremos uma reformulação completa. O paisagismo será mantido, mas todos os quiosques darão lugar a novos equipamentos", afirmou o prefeito.

As obras estão orçadas em R$ 13,8 milhões e devem começar no mês de maio. O prefeito declarou ainda que o futuro aos jovens santistas pertence. "Santos tem muitos projetos na área portuária e de petróleo e gás. A mensagem que eu daria é para a juventude: se preparem, estudem, se qualifiquem, pois uma nova economia está surgindo em Santos e na região. A juventude santista terá um grande futuro".