Ator global processa a Prefeitura de São Vicente

Oscar Magrini alega uso indevido de sua imagem. Prefeitura afirma desconhecer "por completo o ajuizamento desta ação"

Comentar
Compartilhar
07 MAI 201512h14

O ator global Oscar Magrini entrou na Justiça com uma ação de indenização por dano moral, alegando uso indevido de sua imagem. O valor da ação é de R$ 60 mil.

O processo está sendo analisado pelo juiz Fábio Francisco Taborda, da Vara da Fazenda Pública de São Vicente.

Representado pelo advogado Sylvio Grande Guerra Júnior, o artista afirma ter sido contratado, no ano passado, apenas para atuar na Encenação da Fundação da Vila de São Vicente. Neste, que é o principal espetáculo das comemorações de aniversário da Cidade, Oscar Magrini fez o papel principal, o de Martim Afonso de Sousa.

Ator foi anunciado como uma das principais atrações da Encenação, em janeiro de 2014 (Foto: Divulgação)

A foto de Magrini, interpretando o fundador da Vila de São Vicente, foi parar nos carnês do IPTU deste ano. E ele contesta, justamente, o uso de sua imagem nesta cobrança.

Em despacho proferido no dia 29 de abril, o magistrado determina que a Prefeitura se defenda em até 60 dias (até 28 de junho).

Magrini foi anunciado como uma das principais atrações do espetáculo de 2014 porque vinha de um sucesso na Rede Globo, ao ter interpretado o coronel do Exército Geraldo Nunes na novela “Salve Jorge”.

Sem resposta

Procurada pela Redação do DL, a Prefeitura de São Vicente, por meio da Secretaria de Assuntos Jurídicos (Sejur) informou desconhecer a ação. 

Lei abaixo a nota na íntegra: 

"A Prefeitura de São Vicente informa, por meio da Secretaria de Assuntos Jurídicos (Sejur), que desconhecia por completo o ajuizamento desta ação e sequer foi citada para preparar a defesa, portanto desconhecendo os termos da mesma. A partir desta citação terá prazo de 60 dias para contestação."