Banner gripe

Ataques atingem dois campos de petróleo na Líbia, segundo fontes

A produção de petróleo da Líbia caiu em quase um terço de outubro a janeiro, tendo em vista que campos de petróleo do país foram prejudicados pela escalada da guerra civil do país

Comentar
Compartilhar
13 FEV 201517h56

Dois campos de petróleo na Líbia sofreram ataques nesta sexta-feira, de acordo com autoridades do setor no país, em uma nova onda de violência que visa atingir o setor de energia da nação norte-africana.

As fontes disseram que agentes de segurança conseguiram afastar atiradores que atacaram o campo de petróleo Bahi operado pela Waha Oil, uma joint venture entre a estatal National Oil e as companhias norte-americanas ConocoPhillips, Marathon Oil e Hess Corp.

Enquanto isso, o campo vizinho Mabruk, operado pela joint venture líbia com a francesa Total, também foi invadido, disseram."Fumaça está saindo do campo de Mabruk", afirmou uma fonte.

Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pelas ofensivas desta sexta-feira.

Mabruk também havia sido atacado em 3 de fevereiro, no que autoridades locais descreveram como um atentado terrorista coordenado. Nove guardas foram mortos e três operarários foram levados como reféns. Um grupo que diz representar o grupo Estado Islâmico assumiu responsabilidade pelo ataque em Mabruk, na ocasião.

A produção de petróleo da Líbia caiu em quase um terço de outubro a janeiro, tendo em vista que campos de petróleo do país foram prejudicados pela escalada da guerra civil do país. Os mais recentes ataques despertaram temores de que o setor de energia potencialmente lucrativo do país é agora um alvo terrorismo.

Colunas

Contraponto