Ataques aéreos do governo matam mais de 40 na Síria

Esta segunda-feira, ativistas de um grupo pró-governo conhecido como Movimento de Resistência Nacional também mataram um homem acusado de ser espião de Israel

Comentar
Compartilhar
02 FEV 201517h48

Ataques aéreos conduzidos pela Força Aérea da Síria atingiram diversos alvos rebeldes em todo o país nesta segunda-feira, matando mais de 40 pessoas na síria, afirmam ativistas.

Em Jassem, cerca de 12 pessoas morreram e 25 ficaram feridas em ataques conduzidos por aviões do presidente Basha Assad, afirmam ativistas do Observatório Sírio de Direitos Humanos. Bombardeios aconteceram também aconteceram na província de Idlib, na cidade de Aleppo e em Douma, próxima a Damasco. Relatos afirmam que o governo chegou a usar helicópteros para despejar bombas.

Esta segunda-feira, ativistas de um grupo pró-governo conhecido como Movimento de Resistência Nacional também mataram um homem acusado de ser espião de Israel.

Os conflitos na Síria mataram mais de 220 mil pessoas nos últimos quatro anos, de acordo com as Nações Unidas.