X

De olho no Poder

Policiais federais protestam em SP por reestruturação da carreira

Parte dos policiais federais suspendeu as atividades e realizou um ato na quinta-feira (16) pelo País em defesa da reestruturação das carreiras e de melhores salários. Na cidade de São Paulo, o movimento se concentrou em frente à Superintendência da Polícia Federal na Lapa, zona oeste, com a adesão de 200 agentes da instituição. A presidente do Sindicato dos Policiais Federais em São Paulo (SINPF-SP), Susanna do Val Moore, alegou que diversas carreiras da esfera federal passaram por reestruturação nos últimos 20 anos, o que não aconteceu com a Polícia Federal. “A reestruturação da Polícia Federal é mais do que urgente, para que possamos combater o crime com eficiência e desempenhar o trabalho de excelência que a instituição tem realizado, não de hoje, no Brasil. Por enquanto, só temos promessas por parte de governos, e nunca cumpridas”, disse a presidente do SINPF-SP.

SP sem luz

O deputado estadual Rafa Zimbaldi (Cidadania) protocolou um projeto na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) para que as companhias de energia elétrica coloques geradores à disposição de moradores e comerciantes após 24 horas sem luz em qualquer cidade do Estado. “É inadmissível que eventos meteorológicos deixem milhares de residências e estabelecimentos comerciais sem energia por dias e mais dias, e sem nenhum tipo de previsão ou assistência paliativa para quem ficou no escuro”, defendeu o parlamentar.

Fim com a Enel

O prefeito Ricardo Nunes (MDB) pediu à Aneel (Agência de Energia Elétrica) na quinta-feira (16) o cancelamento do contrato de concessão com a Enel para fornecimento de energia. Outros prefeitos da Grande São Paulo reforçaram o pedido durante reunião com o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) e diretores da Aneel, na última segunda (13). A Enel fornece energia para 24 cidades da Grande São Paulo, incluindo a Capital.

Pela privatização da Sabesp

Depois da criação de um grupo de parlamentares contra a privatização da Sabesp, a Alesp foi palco do lançamento nesta semana da frente parlamentar em apoio à privatização da companhia. O líder do grupo pró-desestatização é o deputado Guto Zacarias (União Brasil), que também é membro do MBL. "A iniciativa da Frente Parlamentar é justamente criar um grupo de trabalho com um núcleo de parlamentares que estejam cada vez mais capacitados para desmistificar algumas falácias que a oposição ao Governo criou sobre o saneamento básico", explicou ele. O evento contou também com os deputados Jorge Wilson Xerife do Consumidor, Rafael Saraiva (União Brasil), Leonardo Siqueira (Novo), Lucas Bove (PL), Tomé Abduch (Republicanos) e Gil Diniz (PL).

HC em Botucatu

Em visita a Botucatu, o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) anunciou o repasse de R$ 50,5 milhões para o Hospital das Clínicas da cidade, que atende cerca de dois milhões de pessoas de 68 municípios. O novo convênio será pago mensalmente.

Foto: Divulgação

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Popó derruba ex-BBB Bambam em 36 segundos e exige respeito ao esporte

A luta principal do Fight Music Show aconteceu na madrugada deste domingo (25); MC Gui também sai vencedor do combate

Automotor

Chevrolet Tracker Midnight: veja conclusões de teste

O aspecto escurecido é o destaque estético da versão Midnight do utilitário esportivo compacto Chevrolet Tracker

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter