Doadores de sangue poderão ter direito à meia-entrada

Fará jus ao benefício o doador que comprova a realização de um mínimo de três doações em um ano

Comentar
Compartilhar
10 JUL 2019Por Folhapress18h00
Projeto garante a doadores de sangue o direito a meia-entrada em espetáculos artístico-culturais e esportivosFoto: Agência Brasil

A CAS (Comissão de Assuntos Sociais) aprovou nesta quarta-feira (10) projeto que garante que a doadores de sangue o direito a meia-entrada em espetáculos artístico-culturais e esportivos.

Pela proposta aprovada em caráter terminativo e que agora segue para a Câmara, fará jus ao benefício o doador que comprovar, por meio de documento oficial de identidade e de carteira emitida por entidade autorizada, a realização de um mínimo de três doações em um ano.

A proposta é do senador Fabiano Contarato (Rede-ES) e foi relatada na comissão pelo senador Romário (PODE-RJ).

"A situação de desabastecimento dos bancos de sangue no Brasil é bem conhecida por todos, o que motiva a realização frequente de campanhas, que buscam conscientizar a população a respeito da importância da doação. Apesar de todo o esforço do Poder Público e de entidades da sociedade civil, esse quadro não parece ter perspectiva de melhora", argumenta Romário em seu parecer.

"Dessa forma, é imperioso utilizar estratégias inovadoras que possam estimular as pessoas a se tornar doadoras de sangue, preferencialmente de maneira regular", diz o senador.

Na prática, o texto acrescenta um parágrafo na lei 12.933 de 2013, que trata da meia-entrada para estudantes, idosos, pessoas com deficiência e jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes.