X
Brasil

Auxiliar da dupla Henrique e Juliano leva choque ao montar palco e vai parar na UTI

Felipe Augusto de Andrade, 28, ajudava a organizar o cenário para a apresentação, no último sábado (27), quando sofreu uma descarga causada por vazamento de energia

Dupla estava em casa, em Tocantins, durante o ocorrido / Divulgação

Um acidente durante a montagem de um show da dupla Henrique e Juliano fez com que um dos auxiliares técnicos da equipe fosse internado por choque elétrico. Ele continua sob supervisão médica e aguarda exames no Instituto Ortopédico de Goiânia.

A apresentação estava marcada para as 22h na cidade de Águas Lindas, em Goiás. Felipe Augusto de Andrade, 28, ajudava a organizar o cenário para a apresentação, no último sábado (27), quando sofreu uma descarga causada por vazamento de energia.

Os sertanejos Henrique e Juliano estavam em casa, no estado de Tocantins, durante o ocorrido. Segundo a assessoria dos músicos, o funcionário foi levado à unidade hospitalar mais próxima e, em seguida, transferido por avião para o Instituto Ortopédico de Goiânia.

O acidente aconteceu no dia anterior ao aniversário de um dos membros da parceria, Juliano. Ele completou 31 anos no domingo (28).
Andrade segue internado para monitoração de seu quadro de saúde, mas está consciente e sua situação é descrita como estável.

Assessores da dupla sertaneja afirmam que o auxiliar técnico utilizava todos os equipamentos de segurança exigidos por lei para o trabalho, mas que estes não foram suficientes para protegê-lo do vazamento de energia.

"Henrique e Juliano acompanham o estado de saúde do auxiliar, que está sendo assistido por médicos de confiança da dupla", diz nota oficial divulgada pela assessoria. "A dupla tem dado assistência à mãe para que possa estar ao lado do filho, ajudando assim na sua recuperação".

Procurado, o Instituto Ortopédico de Goiânia não se manifestou até a publicação.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política

Caso de mulher detida após xingar Bolsonaro será investigado em inquérito, decide Justiça

A decisão acata pedido do Ministério Público Federal (MPF), que apura suposta abordagem indevida e abusiva dos policiais rodoviários federais e policiais federais

Polícia

Morre homem baleado pela esposa em Praia Grande

Bruno Piva Júnior, de 52 anos, foi atingido na altura do pescoço e o projétil se alojou na região do tórax; ele deixou uma filha de 11 anos, resultado de um relacionamento anterior cuja mãe já faleceu

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software