X

Bertioga

214 toneladas de resíduos são coletados entre janeiro a abril, em Riviera de São Lourenço

Na Central de Triagem da Riviera, acontece a separação de papéis, papelão, plástico, vidro, metais, eletrônicos, lâmpadas e outros recicláveis

Da Reportagem

Publicado em 17/05/2024 às 19:04

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Bairro planejado foi um dos pioneiros e é o único no Brasil, dentre os resultantes da iniciativa privada, a contar com um sistema desse tipo há mais de 30 anos / Lara Jameson/Pexels

Nesta sexta-feira (17) é comemorado o Dia Mundial da Reciclagem, e diante desta data o serviço da coleta seletiva da Riviera de São Lourenço, em Bertioga, iniciado em 1992, apresenta resultados bastante positivos. Neste ano, de janeiro a abril, foram recolhidas e destinadas 214,96 toneladas de recicláveis, com média mensal de 53,74 toneladas. Foram 79,91 toneladas de papel, 30,90 de plásticos, 8,24 de ferro, 92,32 de vidro e 3,59 de alumínio. Com este montante, o programa bateu a marca de 8,5 mil toneladas de resíduos recolhidos desde seu início.

O bairro planejado foi um dos pioneiros e é o único no Brasil, dentre os resultantes da iniciativa privada, a contar com um sistema desse tipo há mais de 30 anos. O Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, criado pela Sobloco Construtora, empresa responsável pela realização global do empreendimento, é atualmente operacionalizado pela Associação dos Amigos da Riviera de São Lourenço. É apontado como uma das experiências mais bem-sucedidas do Brasil. As atividades são conduzidas por um grupo qualificado de profissionais.

Na Central de Triagem da Riviera, acontece a separação de papéis, papelão, plástico, vidro, metais, eletrônicos, lâmpadas e outros recicláveis. Os papéis, papelões e latas são prensados e enfardados para otimizar a destinação. Ao atingir o volume necessário, os materiais são colocados em caminhões, nos quais são transportados até as empresas que realizam a reciclagem.

Segundo a diretora-adjunta de Marketing da Sobloco, Beatriz Almeida, os projetos de coleta seletiva urbana normalmente são gerenciados no Brasil pelo poder público, mas na Riviera os serviços são autônomos e mantêm um padrão de excelência desde sua implantação, modernizando-se e aperfeiçoando ininterruptamente suas experiências.

“Por isso, conseguimos conquistar e sensibilizar um número cada vez maior de participantes e ainda expandimos os mecanismos de coleta para outros tipos de resíduos considerados perigosos”, revela, citando como exemplos pilhas, baterias, lâmpadas fluorescentes, tintas e óleos”, observa a diretora da Sobloco. A Associação dos Amigos da Riviera também faz a coleta dos resíduos vegetais, como restos de podas e aparas. Os resíduos são picados para redução de volume e otimização do transporte e são então destinados à produção de composto orgânico ou biomassa

Assim, o programa reduz drasticamente o volume de detritos comuns recolhidos pela Prefeitura de Bertioga, minimizando os problemas causados pelo lixo na cidade. O Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos da Riviera faz parte do Sistema de Gestão Ambiental do empreendimento, certificado desde 2000 pela norma ISO 14001.

Beatriz enfatiza ser muito importante a reciclagem. Porém, é preciso pensar na redução da geração de lixo. “Para isso, fazemos campanhas de conscientização, convidando os moradores a gerirem também os resíduos em suas casas”. O Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos da Riviera está em linha com o Dia Mundial da Reciclagem, instituído pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência, e a Cultura (Unesco) para estimular a reflexão sobre a importância do descarte correto e reaproveitamento dos materiais e bens de consumo.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

São Paulo empata com o Inter e se mantém no G6

Os gaúchos chegaram a três partidas seguidas sem sofrer gols, enquanto os paulistas cravaram quatro jogos ilesos

Cubatão

Concurso do quadro complementar do Exército segue com inscrições abertas

A ESFCEx tem como intuito formar oficiais em várias áreas de interesse do Exército Brasileiro

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter