Entrada da Cidade

Estivadores farão passeata até o Centro de Santos nesta segunda-feira

Concentração será a partir das 7 horas, na sede do sindicato, no bairro Paquetá

Comentar
Compartilhar
23 FEV 2018Por Da Reportagem18h02
Os cerca de 3 mil estivadores de Santos farão passeata na segundaFoto: Divulgação

Os cerca de 3 mil estivadores de Santos farão passeata, na manhã desta segunda-feira (26), para cobrar negociações sobre a campanha salarial com data-base em março. Eles sairão da rua dos Estivadores, no bairro Paquetá, às 8 horas, e seguirão até o sindicato patronal dos operadores portuários (Sopesp), na rua Amador Bueno, 333, Centro.  

O presidente do sindicato dos trabalhadores, Rodnei Oliveira da Silva, reclama que os empresários receberam as reivindicações em dezembro, “mas não negociam com seriedade”.

“Quanto mais companheiros na passeata, melhor”, diz o sindicalista. Ele orienta os associados a levarem também mulheres, filhos e demais familiares. “Vamos lutar pelo nosso pão”.

Os estivadores reivindicam basicamente a manutenção do mercado de trabalho, o “não extermínio dos avulsos nos terminais” e melhores salários. A pauta foi aprovada em 27 de dezembro.

Em breve, segundo Nei, a diretoria convocará assembleias de avaliação das respostas patronais. “Já houve uma reunião com o Sopesp, em 6 de fevereiro, mas deu em nada”.

Acelerar

As negociações tratarão do regramento do trabalho a bordo e passagem do cadastro para o registro, entre outros assuntos. Nei aguarda resposta sobre a convenção e os acordos coletivos de trabalho.

Os acordos, segundo ele, definem pontos financeiros. E a convenção coletiva define regras de direitos e deveres das duas partes: “Queremos acelerar as negociações, para que não se arrastem”, diz o sindicalista.

Ele considera “este ano de 2018 fundamental para reverter as investidas que temos sofrido”. As reivindicações foram protocoladas no Sopesp e também, via e-mail, remetidas a todos os operadores.

Colunas

Contraponto