15h : 27min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Cubatão gera mais de 100 toneladas de lixo diariamente

A cidade não possui área de transbordo, por isso os resíduos seguem direto para o Sítio das Neves

Comentar
Compartilhar
09 JUN 2017Por Vanessa Pimentel08h00
Segundo a Prefeitura, a coleta atinge 100% da área urbana, mas para os núcleos periféricos de difícil acesso, como a Vila dos Pescadores e Vila Esperança, disponibiliza dois veículos que fazem o transporte e a limpeza das caçambas de lixo disponíveis porFoto: Matheus Tagé/DL

Uma montanha com 104,5 toneladas de lixo por dia. Essa é a quantidade de resíduos retirados pelos oito caminhões da Terracom que fazem a coleta domiciliar em Cubatão. Se dermos mais uma chance para a matemática, o montante fica próximo de 3 mil toneladas/mês, das quais apenas 60 toneladas são enviadas para a reciclagem. De acordo com informações da Prefeitura, o contrato para a realização do serviço de coleta de lixo gira em torno de R$ 1 milhão/mês.

O caminho do lixo

O maior movimento de veículos ocorre pela manhã. Já no início da noite, a coleta é feita nas regiões comerciais, como a Avenida Nove de Abril e vias adjacentes.

A cidade não conta com área de transbordo, por isso os próprios caminhões coletores se dirigem ao Aterro Sítio das Neves para descarregar. Ao chegarem, passam pelo processo de pesagem e, posteriormente, para a área autorizada de despejo.

Segundo a Prefeitura, a coleta atinge 100% da área urbana, mas para os núcleos periféricos de difícil acesso, como a Vila dos Pescadores e Vila Esperança, disponibiliza dois veículos que fazem o transporte e a limpeza das caçambas de lixo disponíveis por lá. Outros quatro caminhões fazem a coleta “cata-treco”, com o recolhimento de móveis quebrados e outros objetos.

A coleta seletiva

No município, a coleta seletiva oferecida pela Administração é realizada por um caminhão e uma equipe composta por um motorista e dois coletores. Eles passam uma vez por semana em bairros que fazem parte do cronograma da Prefeitura.  

Os recicláveis recolhidos, cerca de 60 toneladas por mês, são entregues na única cooperativa regularizada da cidade, a ABC Marbas.

A cooperativa de recicláveis ABC Marbas recicla em torno de 60 toneladas de material em Cubatão (Foto: Matheus Tagé/DL)

Além do serviço porta a porta, a cidade possui 48 locais de Entrega ­Voluntária (LEV), distribuídos em diversos ­pontos.

Segundo a Prefeitura, a participação da sociedade tem aumentado não só pelo nível maior de conscientização das pessoas propiciado por ações coletivas como a retirada de lixo em cursos d’água e mangues, mas também pelo estabelecimento dos chamados “ecopontos” em que as lojas, seguindo lei federal, recolhem determinados produtos descartados.

Antigo lixão

Cubatão possuía desde 1978 o aterro a céu aberto ­situado no núcleo Pilões, onde era depositado o lixo de cinco indústrias do município, ­recebendo por ano cerca de mil toneladas. Foi desativado há mais de 15 anos.

Confira a galeria com as imagens de Daniel Villaça e Matheus Tagé:

 

Colunas

Contraponto