18h : 31min

Assine o Diário e o Santista por R$8 por mês no plano atual

Raio motivou desabamento em supermercado de Cubatão

O motivo foi apontado por funcionário da loja. Na segunda-feira (25), Aline Ribeiro morreu sob os escombros

Comentar
Compartilhar
27 FEV 201315h59

A queda de um raio no Supermercado Krill, no Jardim Casqueiro, em Cubatão, teria motivado o desabamento parcial da fachada do estabelecimento, ocasionando a morte da auxiliar de enfermagem Aline Domingos Barros Ribeiro, de 27 anos.  Essa informação foi passada por um funcionário do supermercado, que preferiu não se identificar, na tarde desta terça-feira (26).

“Conversei com algumas pessoas que estavam perto da Aline ontem (segunda-feira) e eles falaram que um raio atingiu o para-raios do supermercado. Logo depois veio um clarão e ocorreu o desabamento. Foi um efeito dominó”, explica o funcionário.

A Prefeitura de Cubatão embargou o supermercado, que só voltará funcionar após a realização de reparos, apresentação de laudos técnicos de engenharia e novo Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros que atestem a segurança da edificação. Depois da apresentação dos laudos, o Departamento de Engenharia da Prefeitura analisará os dados para autorizar a retoma de atividades no estabelecimento.

De acordo com o funcionário do supermercado, o estabelecimento permanecerá fechado durante uma semana para serviços de reparo. Ele ainda relatou que, na noite de segunda-feira (25), cerca de 300 pessoas tentaram invadir e saquear o estabelecimento após o acidente.

Segundo consta no boletim de ocorrência da morte de Aline, a vítima se abrigava com outras pessoas embaixo da marquise da porta de entrada do supermercado, quando foi atingida por pedaços de bloco, ferro e concreto. A auxiliar de enfermagem faleceu no local.

O caso foi registrado como homicídio culposo e lesão corporal culposa. O marido da vítima, Vinícius Elias Moreira, de 26 anos, teve ferimentos no braço, foi encaminhado a um pronto-socorro e liberado.

Marquise - Vítima estava embaixo quando foi atingida e não resistiu aos ferimentos (Foto: Matheus Tagé/ DL)

Colunas

Contraponto