Entrada da Cidade

A beleza ao alcance dos homens

Os cuidados com o corpo vão muito além da vaidade, tem a ver com saúde e bem-estar

Comentar
Compartilhar
29 OUT 2017Por Da Reportagem15h01

Sentir-se bem com a própria aparência não é mais privilégio das mulheres. Os homens também descobriram que se pode levantar o visual com alguns procedimentos básicos. Eles também adoram cuidar da pele do rosto e da pele do corpo.

Os cuidados com o corpo vão muito além da vaidade, tem a ver com saúde e bem-estar; atualmente, os homens representam cerca de 40% do movimento nos consultórios de dermatologistas e especialistas em estética. Estima-se que o público mais jovem seja a grande parcela desta clientela, muitos deles incentivados por suas parceiras.

De acordo com algumas estatísticas, o tratamento mais procurado pelos homens é para melhorar a qualidade da pele por isso se submetem à limpeza de pele, adequação de sobrancelhas e querem atenuar as rugas por isso não se intimidam diante de procedimentos como aplicação de toxina botulínica e de substâncias de preenchimento.

Olheiras e problemas com a barba e os cabelos são queixas frequentes e, muitas vezes, os pacientes não sabem que é possível realizar tratamentos bons e eficazes para estes problemas. De acordo com especialistas, dependendo do caso, em situações de barbas difíceis e pelos encravados pode-se fazer uso de laser. Quando se necessita realizar uma depilação definitiva, são necessárias varias sessões. Mas, se a questão é apenas encravamento e irritação na região da barba, uma ou duas sessões de laser já podem resolver a situação ou minimizar a foliculite.

Uma explicação para esta mudança de atitude masculina é a quantidade de informações que circula todos os dias na mídia em geral; saber que existem tratamentos minimamente invasivos, sem cirurgias e que não os afastam do ambiente de trabalho conta muito na hora de optar por alguma alteração no visual.

Apesar de os problemas estéticos masculinos estarem mais frequentemente relacionado à região da barba, pálpebras caídas e bolsas de gordura sob os olhos podem ser citados como os principais motivos de cirurgias estéticas em homens. Chamado de blefaroplastia, este procedimento é um dos mais procurados por eles. Vale lembrar que gordura abdominal e queda de cabelos também são problemas frequentes. Hoje, existem tratamentos mais acessíveis e com efeitos naturais, se realizados por profissionais competentes, como o transplante capilar.

Naturalidade

Este é o ápice da exigência masculina quando comparados com as mulheres. Os dermatologistas contam que os homens são bem menos exagerados e sofrem menos de transtornos, como a dismorfofobia – síndrome de distorção da imagem. Isso significa que é muito mais difícil achar um homem que quer fazer muitos procedimentos e nunca está satisfeito com a sua imagem.

Homens gostam de praticidade e tecnologia de ponta. Por isso, preferem realizar tudo em um só dia. Os homens não são adeptos de procedimentos que demandam múltiplas sessões porque isso significa prolongar o tratamento. Apesar de inúmeras tecnologias à disposição da vaidade masculina, a aplicação de toxina botulínica é a mais realizada.

Mesmo sendo exigente com todos os aparatos estéticos à sua disposição, o homem brasileiro precisa saber que há diferenças entre seu tipo de pele e a feminina. Os especialistas ressaltam que eles têm geralmente pele mais oleosa, poros mais abertos, colágeno denso e menos rugas. Por isso, nem sempre um produto feminino terá bom efeito na pele masculina. O ideal é sempre fazer uma avaliação com um dermatologista, antes de gastar dinheiro com produtos para se usar em casa.

Vale a pena citar os preenchimentos faciais à base de Ácido Hialurônico; com duração média de um ano, este tratamento é o segundo mais procurado, resultam em uma aparência mais leve e rejuvenescida. É indicado para preencher rugas, corrigir sulcos e reposição de volume nos lábios. Logo no primeiro dia da aplicação já é possível observar seus efeitos positivos.

Independente do procedimento estético desejado, a recomendação é sempre a mesma: somente médicos especializados, como dermatologistas ou cirurgiões plásticos, estão capacitados para indicar e aplicar os melhores tratamentos, com comprovação.

Colunas

Contraponto