Entrada da Cidade

Guarujá se destaca no Estado com maior número de público nas sessões de cinema

Entre todos os municípios que são Ponto MIS, Cidade ficou em primeiro lugar; Informação é do Museu da Imagem e do Som (MIS)

Comentar
Compartilhar
12 MAR 2018Por Da Reportagem12h36

Guarujá se destacou dentre todas as cidades do estado de São Paulo que são Ponto MIS, ficando em 1º lugar, durante o ano de 2017, com o maior número de publico diário nas sessões de cinema. A informação foi divulgada pelo Museu da Imagem e do Som (MIS), que coordena o Ponto MIS.

No mês de julho, durante as férias; e na Semana da Criança, em outubro, a Cidade alcançou a média de 1.400 espectadores por dia, chegando a receber  nesses dois meses (julho e outubro) um público de 5.600 pessoas. Nos outros meses, a média mensal foi de 950 espectadores.

Com uma seleção especial de filmes e atividades como oficinas e palestras, o programa Ponto Mis é uma parceria entre o Museu da Imagem e do Som (Mis-SP) e o Município, por meio da Secretaria de Cultura (Secult). As sessões de cinema gratuitas acontecem no Teatro Municipal Procópio Ferreira, sempre às segundas-feiras, a partir das 14 horas.

Para o secretário de Cultura de Guarujá, Paulo Roberto Fiorotto, o sucesso se deve à seriedade com que o programa foi executado na Cidade. "Sabemos da importância do Município em ser contemplado com o Ponto MIS. E assim, adotamos uma data em que o Teatro, costumeiramente, não tem público e a utilizamos em prol do acesso ao cinema", ressalta Fiorotto, lembrando que dessa forma Guarujá pode comemorar o amplo acesso que deu à população ao cinema e à sala de teatro.

Programação

De acordo com a produtora do Ponto Mis em Guarujá, Fabíola Cavalcanti, as sessões de filmes do programa voltam no final deste mês ao Procópio e as palestras e oficinas, em abril.

A novidade, segundo ela é que também a partir de abril, o MIS começará a funcionar com sessões itinerantes de cinema pelas comunidades, escolas e, inclusive, na Fortaleza da Barra Grande, já que uma das principais linhas de atuação é levar as ações para outros centros. "Já estamos organizando toda essa programação em Guarujá junto à Secult, que será consolidada no mês de abril", garante a produtora.

Além das sessões de filmes, a ação conta também com oficinas de audiovisual, fotografia e rodas de conversa com diretores, atores e equipes técnicas das obras exibidas, que acontecem a cada dois meses. Todas essas atividades também são gratuitas

Atualmente, o programa atende 120 municípios em todas as regiões administrativas do Estado de São Paulo, e desde sua criação, em 2011, já contou com mais de 500 mil espectadores de filmes e 50 mil participantes de oficinas.

Colunas

Contraponto