Santos Vacinação 2

Aumento de cadeiras na Câmara de Guarujá vai gerar despesa de quase R$ 1,9 mi/ano

Sugere que Câmara de Guarujá passe, a partir de 2021 , a contar com 21 vereadores, quatro a mais do que a atual legislatura, que abriga 17

Comentar
Compartilhar
17 AGO 2017Por Da Reportagem10h00
A votação da proposta do vereador Bispo Mauro, que foi suspensa na última terça-feira (15), deverá voltar à Casa no próximo dia 29 e será votada em dois turnosFoto: Divulgação/Câmara de Guarujá

A proposta de emenda à lei orgânica de Guarujá, pelo vereador   Bispo Mauro Teixeira (PRB), que amplia de 17 para 21 o número de vereadores no Município na próxima legislatura, vai gerar uma despesa mensal à Casa de quase R$ 158 mil (R$ 157.492,68) ou cerca de R$ 1,9 milhão (R$ 1.889.912,10) por ano somente em subsidios ­atuais.  

Vale lembrar que o presidente Edilson Dias (PT) devolveu ao Executivo R$ 2 milhões, que representam a primeira parcela de uma economia realizada no primeiro semestre pelo Legislativo.  A ação vai fomentar a compra de mais de 300  ­equipamentos.     

Os números estão no Portal da Transparência da Câmara. São mais quatro vereadores e 16 assessores parlamentares (quatro em cada gabinete) a mais na folha de pagamento do Legislativo de Guarujá. Cada parlamentar recebe R$ 10.021,17 e cada assessor R$ 7.338,00. 

A conta feita pelo Diário não envolve outras despesas, como material de escritório, telefone, gasolina, equipamentos de informática, correio e outros, que elevaria ainda mais o custo anual do parlamento.         

Na última terça-feira, os vereadores resolveram adiar por 15 dias a discussão da proposta, prevista para ocorrer no próximo dia 29.  A decisão deverá ser em dois turnos. Se for aprovada, a Casa Legislativa passaria a ter 21 vereadores a partir de 2021

O principal argumento do Pastor Mauro é que a Constituição prevê que municípios que possuem mais de 300 mil habitantes podem abrigar 21 parlamentares. Guarujá, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no ano passado, já contava com 313.412 habitantes. Pela lei, poderia ter até 23 ­vereadores. 

Equipamentos

Uma ideia do que se pode fazer com os R$ 1,9 milhão por ano vem da própria Câmara. A devolução promovida neste primeiro semestre, resultado da economia promovida pela Presidência da Casa, vais proporcionar a compra de um veículo, um computador e um notebook para a Secretaria de Saúde; aumento de 10% no valor do repasse para a APAE, APAAG E CRPI; um veículo, seis computadores de mesa, um bebedouro, duas impressoras a laser e cinco mesas em ‘L’ para cada um dos conselhos tutelares.

E mais: SAMU, prontos-socorros e unidades de pronto atendimento: 18 monitores multiparâmetros; 12 desfibriladores cardioversores; 15 oxímetros portáteis; nove respiradores portáteis; 13 respiradores; oito eletrocardiógrafos; oito focos cirúrgicos; 12 otoscópios; 14 laringoscópios; 19 aparelhos de pressão de mesa; 41 estetoscópios; oito carros de emergência; oito macas para obesos; 19 macas; 10 berços; 65 esfignomanômetros; 19 cadeiras de rodas; oito cadeiras de rodas para obesos; nove cadeiras de banho; duas ambulâncias tipo B; 2 grupos Gerador de 101 a 300 KVA; cinco compressores de 200 litros e dois aparelhos de Raio-X digital.

Diário da Copa

RUSSIA 2018
Faltam
dias para a Copa

Colunas

Contraponto