Santos Vacinação

São Vicente é a primeira cidade da Região a implantar faixa de pedestres 3D

A sinalização de solo foi pintada no último dia 1º e está localizada no cruzamento das ruas Antônio Rodrigues e Benedito Calixto

Comentar
Compartilhar
13 DEZ 2017Por Caroline Souza10h00
A ideia é usar a ilusão de ótica para o motorista reduzir velocidadeFoto: Rodrigo Montaldi/DL

Quem passa pela praia do Gonzaguinha, em São Vicente, já deve ter visto uma nova faixa de pedestres. Ao invés de utilizar faixas comuns, a cidade decidiu inovar e implantar o modelo em 3D.

A sinalização de solo foi pintada no último dia 1º e está localizada no cruzamento das ruas Antônio Rodrigues e Benedito Calixto. A ideia surgiu após a constatação, por parte do Município, que outras cidades do Brasil pintaram faixas 3D e apresentaram resultados positivos, levando São Vicente a realizar os testes.

Segundo a Secretaria de Trânsito e Transportes (Setrans), o local foi escolhido por se tratar de uma via de grande movimentação, tanto de carros, como de pedestres. Além disso, essa faixa é regularmente utilizada para a travessia de pessoas com deficiência física, pois neste trecho da praia funciona, aos finais de semana, um projeto social voltado para essas pessoas.

“A ideia é usar a ilusão de ótica como um fator a mais para fazer o motorista reduzir a velocidade e permitir a passagem dos transeuntes”, afirma o ­secretário da Setrans, Alexandre ­Almeida.

“Quando vi a primeira vez, freei”, relata Valto Edson de Oliveira. O motorista, que está acostumado a passar de carro pelo local, precisou ir devagar para entender do que se tratava. “A primeira impressão realmente é diferente. Mas depois, eu já sabia do que se tratava, então não surtiu o mesmo efeito”, opina.

Para Ricardo Fargnoli, a faixa é interessante, mas um pouco confusa. “Parece que a faixa aumentou de tamanho, pois tem uma parte cinza e outra branca para o efeito de 3D. A parte cinza acaba confundindo motoristas e pedestres e pode ocorrer algum acidente”, ­esclarece.

Wellington da Silva mora próximo ao local e, todos os dias, utiliza a nova faixa de pedestres para atravessar. “Reparei desde o início que houve essa mudança, mas acredito que ainda não surtiu tanto efeito”, relata. “Apesar disso, achei a ideia interessante”, ­complementa.

As faixas estão em fase de testes para possível expansão em outras vias da  cidade. De acordo com a Setrans, não há um tempo de avaliação pré-definido. A ampliação será feita conforme observação dos resultados, que será feita pela própria secretaria. Os novos locais também estão sendo avaliados.

 

Diário da Copa

RUSSIA 2018
Faltam
dias para a Copa

Colunas

Contraponto