Entrada da Cidade

Câmara de São Vicente elege hoje novo presidente

Até o momento, Rominha (PSDB) e Sargento Barreto (PPS) estão na disputa

Comentar
Compartilhar
06 DEZ 2018Por Caroline Souza08h20
Os eleitos vão suceder Wilson Cardoso no próximo biênioFoto: Divulgação

A eleição para a formação da próxima Mesa Diretora da Câmara de São Vicente está na pauta da sessão ordinária de hoje. Os vereadores Felipe Roma (PSDB), o Rominha, e Rogerio Barreto (PPS), o Sargento Barreto, são, até o momento, os nomes no processo para suceder Wilson Cardoso (PSB), no biênio 2019-2020.

A disputa será voto a voto, já que oito vereadores estão do lado de Rominha, e sete declararam apoio ao Sargento Barreto. A maioria simples  define o resultado da eleição. Apesar do racha da Câmara, nada impede que, no momento da votação, um terceiro nome apareça.

A sessão ordinária será exclusiva para eleição da mesa e comissões. Em caso de empate, o resultado é decidido por sorteio.  A ordem de votação será: presidente, vice-presidente, 1º e 2º secretários e comissões.

O nome de Felipe Roma foi o primeiro a ser colocado à disposição para presidir a Mesa Diretora. Rominha alega estar muito seguro do resultado. “Conseguimos avançar com oito votos consolidados, são pessoas que acreditam em mim para a presidência da ­Câmara”.

Além do próprio vereador, os outros sete nomes são: André Carioca (PROS), Castelinho (PSB), Dercinho Negão do Caminhão (PMDB), Dr. Palmieri (PSB), Esdras Nascimento (PSB), Roberto Rocha (PROS) e Wilson Cardoso (PSB).

O Diário do Litoral apurou que o Sargento Barreto decidiu entrar na disputa depois das eleições presidenciais. Conforme relatos, o clima nos bastidores é de tensão, já que a mudança de um voto altera a deliberação.

“Estamos tentando buscar até o último instante mais um nome para o nosso lado”, comenta Barreto. Até o momento, o vereador diz ter em seu grupo Adilson da Farmácia (DEM), Alfredo Moura (PROS), Dr. José Eduardo Filho (DEM), Higor Ferreira (PSDB), Jabá (PSDB) e Pedro Zebrão (PV).

Apesar da esperança do candidato, Rominha afirma não haver chance de alguém ‘mudar de lado’. “A possibilidade é nula, estou muito seguro do resultado”.

A principal bandeira de Rominha é trazer a população para a Câmara. “Uma vez por mês, queremos levar uma Câmara itinerante para cada região da Cidade”, ­declara.

Já o Sargento Barreto quer que  ‘a Câmara ocupe o lugar que merece’. “Pretendemos ajudar a cidade a encontrar seus caminhos”, diz.

PSDB

Apesar de serem do mesmo partido de Rominha, Higor Ferreira e Jabá decidiram apoiar o Sargento Barreto. Felipe Roma é alvo de um procedimento no PSDB por ter apoiado a campanha à ­reeleição do governador Márcio França (PSB). Já os ­outros vereadores do ­partido estiveram ao lado de João Doria.

Governar para todos

Ambos os candidatos fizeram questão de ressaltar que a disputa é apenas ­interna.

“Não é um grupo de oposição. Não existe uma disputa entre Câmara e Executivo. Depois da eleição de hoje isso se encerra”, esclarece Barreto.

“Temos dois grupos porque isso faz parte da ­democracia. Mas (se eleito) vou ­governar para todos, não tem divisão”, completa ­Rominha.

Atual presidente

“São Vicente é conhecida como o Berço da Democracia. Nada mais justo que a Câmara mais antiga em solo americano conte com uma eleição democrática e limpa, como a que esperamos ter hoje”, afirma Wilson ­Cardoso.

De acordo com o vereador, o próximo presidente encontrará uma Câmara equilibrada do ponto de ­vista administrativo.

“Ao longo do meu mandato, priorizamos a austeridade e o comprometimento com os recursos públicos. Somando os anos de 2017 e 2018, devolvemos à Prefeitura mais de R$ 8 milhões. Também adotamos medidas que visam a transparência no Legislativo, tornando a gestão da Casa mais clara para a população. Espero que o meu sucessor, independentemente de quem seja, também faça um excelente trabalho”, finaliza.

Colunas

Contraponto