04h : 03min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Vazamento de gás atinge terminal de cargas, em Vicente de Carvalho

A Localfrio confirmou o vazamento de ácido dicloro isocianúrico de sódio. Acidente aconteceu por volta das 15h de ontem (14)

Comentar
Compartilhar
14 JAN 2016Por Da Reportagem15h57
Testemunhas relatam forte cheiro e dificuldade para respirarFoto: Daniela Origuela/DL

Um vazamento de gás tóxico atingiu o pátio de cargas do terminal alfandegado da Localfrio, na Margem Esquerda do Porto de Santos, em Guarujá. A empresa confirmou o vazamento de ácido dicloro isocianúrico de sódio. Moradores de Vicente de Carvalho relatam que o bairro está tomado pela fumaça.

Até o presente momento, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil ainda não têm informações de vítimas no local. Até às 19h20, 52 pessoas foram atendidas por inalação de gás, ardência nos olhos ou mal-estar ocasionado por causa da fumaça, sendo 30 na UPA de Vicente de Carvalho, 6 na UPA Boa Esperança, 15 no Pam Rodoviária, sendo 3 chamados pelo Samu, e 1 pelo Hospital Guarujá (antigo Ana Costa), que foi disponibilizado para atendimento. Do total, somente duas crianças foram atendidas e liberadas.

A empresa concessionária de transporte coletivo alterou o trajeto dos ônibus que saem do terminal de Vicente de Carvalho e passam pela Avenida Santos Dumont. Eles seguem pela Avenida Presidente Vargas até a Rodovia Cônego Domênico Rangoni, para seguir o caminho normal ao centro de Guarujá. A travessia de balsas entre Vicente de Carvalho e Santos já esta normalizada, segundo a Dersa.

Em entrevista, a prefeita de Guarujá, Maria Antonieta (PMDB), pediu calma à população e recomendou que quem more a 100 metros do acidente deixe o local.

"Quem mora nas avenidas Santos Dumont, Alvorada, Adriano Dias dos Santos com a Rua Santidade Papa Paulo VI e Sítio Conceiçãozinha deve desocupar suas residências. Quem precisar de atendimento médico por irritação nos olhos, dificuldades de respirar, tontura ou náuseas deve procurar somente a UPA Boa Esperança, UPA Rodoviária e UPA Enseada. A orientação é que não usem panos molhados ou úmidos, e sim secos, além fechar bem as entradas de ar de suas casas", disse.

Segundo informações da assessoria de imprensa da Local Frio, um contêiner que armazena produto químico acabou sendo invadido por água, gerando uma reação química, por volta das 15h15.

O gabinete de Gestão de Crise da Prefeitura de Guarujá está trabalhando em conjunto com agentes da Defesa Civil Estadual, Corpo de Bombeiros, Exército, e secretarias de Saúde, Meio Ambiente, Governo e Defesa Social, monitorando a situação.

A orientação é que as pessoas que moram nas ruas compreendidas num raio de 100 metros deixem o local (Foto: Daniela Origuela/DL)

Devido ao vazamento de produto químico, as operações nos terminais de Exportação de Veículos (TEV) e de Contêineres (Tecon), vizinhos ao pátio da Localfrio, foram interrompidas e os funcionários evacuados.

Localfrio

"A Localfrio informa que, lamentavelmente, por volta das 15h, ocorreu um acidente com um contêiner armazenado em seu Terminal I, no Guarujá.

O contêiner contém ácido dicloro isocianúrico de sódio.

Todas as autoridades foram acionadas imediatamente e já estão no local.

Os motivos do acidente estão sendo apurados por técnicos contratados brevemente forneceremos mais informações.

A empresa está avaliando o ocorrido a fim de tomar todas as medidas necessárias para minimizar as consequências do ocorrido".

Vazamento começou por volta das 15h (Foto: Leitor/DL)

Colunas

Contraponto