X

Saúde

Chegada do calor exige atenção para evitar avanço da dengue no Brasil

Melhor forma de evitar a dengue e outras doenças transmitidas pelo Aedes aegypti é conscientizar a população sobre a necessidade de eliminar focos de proliferação do mosquito

Luana Fernandes

Publicado em 10/01/2023 às 15:05

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Dengue / Foto: Prefeitura de Guarujá

Em 2022, 987 brasileiros morreram por causa da dengue, segundo dados do Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde. Esse número significa que as vítimas da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti mais que triplicaram em relação ao mesmo período do ano passado. Com a chegada do verão e da temporada de chuvas em todo o Brasil, os números de casos com certeza devem aumentar. 

Até o momento, a principal forma de conter o avanço da doença é fazer com que a população adote medidas para evitar a proliferação do mosquito transmissor. Todas elas envolvem eliminar focos de água parada, que podem se tornar possíveis criadouros para os mosquitos. Entre as medidas de prevenção mais importantes, podemos destacar as seguintes:

  • Lavar com bucha e sabão as paredes internas de caixas-d'água, poços, caçambas, tambores de água ou tonéis, cisternas, jarras e filtros, deixando esses recipientes sempre bem tampados.
  • Não deixar acumular água em pratos de vasos de plantas.
  • Descartar vasilhas e utensílios que possam acumular água, mesmo pequenas, como tampinhas de garrafa, cascas de ovo, latinhas de bebidas e outras embalagens plásticas e de vidro.
  • Manter o quintal limpo, recolhendo o lixo e detritos, e mantendo latões e lixeiras sempre tampados – mesmo um pouco de água acumulada nesses recipientes já é suficiente para que o mosquito procrie.

Também vale destacar o uso de produtos como repelentes e inseticidas para evitar que o Aedes aegypti entre em sua casa. Estudo clínico conduzido pela Clinergy Health Research, organização multinacional especializada em pesquisas na área da saúde, demonstra que medidas de conscientização da população sobre a proliferação do mosquito somadas ao uso de produtos da marca SBP podem contribuir com a diminuição do risco de dengue em até 50%*.

A linha SBP conta com diversas opções de aerossóis e repelentes elétrico e corporal - estes últimos adequados inclusive para bebês. Além disso, a marca encabeça o movimento Juntos contra o Mosquito, em parceria com a Cruz Vermelha, para estimular a conscientização das pessoas de que medidas de higiene e o uso correto dos produtos contribuem para o bem coletivo e ajudam a proteger todos à nossa volta.

(*) Redução de pupas e larvas de mosquitos em até 50%, associado às demais medidas de educação e prevenção contra o Aedes aegypti. Fonte: Clinergy Health Research – estudo clínico realizado em Santos em 2022.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Saiba quantas calorias têm os seus lanches favoritos do McDonald´s

Informações foram retiradas do próprio site da rede de fast-food

Diário Mais

Mau presságio? Branqueamento de corais pode ser sinal da morte dos oceanos; entenda

Estruturas são a base do Oceano

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter