X

SAÚDE

Carnaval precavido! Especialista afirma que beijo pode atrapalhar folia; entenda

Mononucleose, herpes e sapinho são só algumas das doenças que podem ser transmitidas através do beijo

Da Reportagem

Publicado em 09/02/2023 às 21:40

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Beijo pode transmitir doenças / Alejandra Quiroz / Unsplash

O carnaval de 2023 será nos dias 20 e 21 de fevereiro e quem curte a folia está ansioso para aproveitar a maior festa brasileira, já que nos dois últimos anos a comemoração foi cancelada por conta da Covid-19

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Mas já era hora de tirar a fantasia do armário, comprar o glitter e ver se o samba no pé está em dia. Entretanto, a animação para pular carnaval precisa vir junto ao cuidado para voltar para casa apenas com boas memórias. 

Para muitos, a festa é sinônimo de beijo na boca e é principalmente nessas horas que o cuidado com a saúde deve prevalecer. A cirurgiã-dentista e professora do curso de Odontologia da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes), Dra Carolina Foot Gomes de Moura, explica que várias doenças podem ser transmitidas pelo beijo. 

“A doença do beijo ou mononucleose é a mais prevalente, além de ser bem comum entre jovens de 15 a 25 anos. Ela pode causar febre, dor de garganta e gânglios aumentados. Alguns pacientes podem, ainda, apresentar sintomas semelhantes a resfriado e gripe, com congestão nasal, coriza, além de petéquias no palato e comprometimento de fígado e baço”, fala a professora. 

Além da mononucleose, a herpes labial, a sífilis e o sapinho também podem ser transmitidos através de um beijo. Por esse motivo, os cuidados precisam ser tomados. 

“A prevenção primária é a grande arma para evitar a propagação e consequente contaminação por essas doenças. Ao sinal de quaisquer sintomas incomuns, bem como o surgimento de lesões avermelhadas, esbranquiçadas ou ulceradas sintomáticas ou não, é importante procurar atendimento médico ou odontológico imediatamente”, alerta Carolina. 

Para evitar outras consequências, é necessário seguir alguns cuidados à risca, como beber muita água, o que vai ajudar a evitar o mau hálito e também que as bactérias responsáveis pela cárie e gengivite se proliferem.

“E para manter os lábios sempre saudáveis, não esqueça de usar um protetor labial, pois auxilia na hidratação dos lábios e protege a região, evitando danos maiores à pele, como o câncer”, lembra a especialista. 

Então, durante o carnaval, não esqueça: sempre ande com muita água, protetor labial e por que não serpentinas e confetes. E ao sinal de qualquer alteração bucal, procure por um especialista.
 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Variedades

Dirigido pelo Santista Afonso Poyart, longa da Netflix 'Biônicos' ganha trailer

Longa também conta com a presença de outro santista, o ator Christian Malheiros (de 'Sintonia')

Guarujá

Cláudia Martins se apresenta no 'Música no Busão' neste domingo (19), em Guarujá

Ação é gratuita em todos os domingos do mês de maio, sempre às 14h30

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter