Cultura

Consciência Negra: Relembre 5 personalidades da Baixada Santista

Figuras dedicaram suas vidas à igualdade racial e a criação de oportunidades na região

Igor de Paiva

Publicado em 20/11/2023 às 07:30

Atualizado em 20/11/2023 às 11:53

Comentar:

Compartilhe:

Quintino de Lacerda foi o primeiro vereador negro de Santos / Reprodução/Primeirosnegros.com

A chegada de um feriado como a Consciência Negra, celebrado nesta segunda-feira (20), faz com que as pessoas olhem para o passado da Baixada Santista. Com isso, a Reportagem do Diário do Litoral preparou uma lista de cinco personalidades que dedicaram suas vidas à igualdade racial e a criação de oportunidades na região.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

QUINTINO DE LACERDA.

Nascido em 8 de julho de 1839 na até então Província de Sergipe, Quintino de Lacerda (1839 - 1898) foi o primeiro grande expoente negro na política da Cidade de Santos. Em sua vida como figura pública, se tornou o primeiro vereador negro do município, assim como foi pioneiro no quesito como Presidente da Câmara. Além disso, atuou como líder do Quilombo do Jabaquara, o segundo maior do território brasileiro.

ESMERALDO TARQUÍNIO.

Atuando em áreas como jornalismo e direito, o vicentino Esmeraldo Tarquínio (1927 - 1982) foi o primeiro prefeito negro de Santos. Eleito em 1968, ele alcançou a marca de 45 mil votos, mas teve seu mandato cassado antes da posse, por consequências da Ditadura Militar. Apesar do bloqueio, ele continuou sendo uma figura importante em causas sociais e na árdua luta pela autonomia de Santos.

MARIA PATRÍCIA.

O lema 'Na terra da caridade e liberdade, somos 'filhos' da Mãe Preta', define a importância de Maria Patrícia (1838 - 1903) para a região. A parteira foi a grande responsável pelo nascimento de diversos santistas de todas as classes sociais. Apesar do seu trabalho, ela foi muito criticada por sua falta de formação europeia. No entanto, Maria tinha o respeito de grandes médicos e personalidades da época.

ALZIRA RUFINO.

Falecida em 2023, Alzira foi marcante pela criação da Casa de Cultura da Mulher Negra, uma organização que tinha como grande objetivo oferecer desenvolvimento profissional de mulheres negras. Além disso, a instituição oferece apoio jurídico para vítimas de todos os tipos de violência, como a doméstica e a racial.

KONDZILLA.

Figura forte na cena musical, Konrad Cunha Dantas se tornou referência quando o assunto "funk" ganhou os holofotes. Conhecido como Kondzilla, o guarujaense inaugurou a sua própria produtora musical, onde já foi indicado ao Grammy latino e conquistou inúmeros ouvintes em plataformas digitais.

DIA 20.

Para Débora Camilo (PSOL), representante do legislativo santista, o feriado marca toda a luta e resistência do povo negro e reforça a trajetória de todos em prol desse
 propósito.

Além disso, a vereadora expôs o respeito e a admiração que têm por pessoas que ajudaram a sociedade a progredir em todos os aspectos, como Quintino e Esmeraldo.

"Esses dois homens reforçam a necessidade de ocuparmos todos os espaços na sociedade, entre eles os espaços institucionais e políticos, nos quais a vida da população e as políticas públicas são definidas. O combate ao racismo deve ocorrer dentro e fora das instituições, e Quintino de Lacerda e Esmeraldo são exemplos da necessidade de uma luta contínua para nos mantermos nos espaços conquistados", explicou.

Somado ao pensamento de Débora, o historiador Odair José explicou que a data resgata a importância da população negra para o cenário local e nacional.

"Santos é uma cidade que sempre teve participação da população negra. Para gente ter uma ideia, até metade do século XIX, negros e pardos representavam quase que 50% da população. Essa existência sempre foi algo persistente historicamente. Grandes personagens na luta abolicionista e grandes eventos contra a escravidão aconteceram aqui", comentou.

Ele também confirma que a população negra tem certa dificuldade em lembrar de grandes personagens de sua própria história por diversos fatores sociais, culturais e históricos. Nos últimos anos, houve uma grande preocupação para resgatar a real etnia de pessoas importantes para a cronologia dos fatos do país, como Machado de Assis, que sofria com um embranquecimento.

"É importante que na escola os alunos se percebam como negros e que o Brasil foi construído por negros", finalizou.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Litoral de SP recebe local para consultas médicas a preços acessíveis; veja o local

Unidade oferecerá uma gama de especialidades, incluindo clínica geral

Cotidiano

Confira o resultado da Lotofácil no concurso 3153, nesta sexta (12)

O prêmio é de R$ 1.700.000,00

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter