Teto da previdência cai para seis mínimos

Além do reajuste nas aposentadorias, o INSS alerta que 4,7 milhões de aposentados e pensionistas ainda não fizeram o recadastramento de suas senhas de recebimento do benefício

Comentar
Compartilhar
10 JAN 201411h04

Em uma década, o valor máximo pago pelo INSS aos seus segurados, denominado teto de pagamento, fez aumentar  a desigualdade entre os aposentados que recebem o maior valor autorizado pela legislação previdenciária e os beneficiários que ganham o piso nacional. 

Com o salário mínimo em  em R$ 724, o teto do INSS ficará próximo a R$ 4.390, equivalentes a seis vezes o piso.

Em janeiro de 2004, as aposentadorias mais altas pagas pela previdência social, equivaliam a dez salários mínimos.

Recadastramento

Além do reajuste nas aposentadorias, o INSS alerta  que  4,7 milhões de aposentados e pensionistas ainda não fizeram o recadastramento de suas senhas de recebimento do benefício.

Com o salário mínimo em  em R$ 724, o teto do INSS ficará próximo a R$ 4.390, equivalentes a seis vezes o piso (Foto: Matheus Tagé/DL)

O prazo vai até o dia 28 de fevereiro e não será prorrogado.  O recadastramento é denominado  “prova de vida”, mas o segurado não precisa ir ao INSS, mas sim  ao banco em que recebe o seu benefício.

Eles devem levar documentos pessoais, o cartão do benefício e um comprovante de residência.