Sindicato tenta acordo para impedir demissão de 22 trabalhadores

A reunião está marcada para as 10 horas, na sede do sindicato, à Rua Campos Sales, 73, na Vila Nova

Comentar
Compartilhar
30 JAN 201321h47

O Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias e Alimentos de Santos e Região se reúne hoje com representantes da Bunge Alimentos de Santos (Moinho Santos-Trigo Brasil) para discutir a possível demissão de 22 funcionários.

A reunião está marcada para as 10 horas, na sede do sindicato, à Rua Campos Sales, 73, na Vila Nova. Segundo o diretor social do sindicato, José Carlos Gonçalves Martins, o Tiganá, o sindicato é contra as demissões e pretende negociar a permanência dos trabalhadores.

Moinho Santos

A empresa atribui à medida a crise financeira global. “Como conseqüência da crise econômica mundial, o negócio de trigo e seus derivados sofreram queda de demanda, ocasionando uma redução na produção de farinha de trigo.

Em sendo assim, o Moinho Santos, administrado pela Trigo Brasil, esta reorganizando suas atividades para diminuir custos e reduzir ao máximo o impacto desta crise em seus colaboradores.

Uma das ações a serem implementadas a partir de 3 de agosto é a operação do moinho em escala 6 X 1 (trabalha seis dias e descansa um), o que ocasionará a continuidade das atividades com cerca de 80% do quadro de colaboradores do moinho.

É importante reforçar que todas as ações da empresa, mediante a situações como esta, buscam sempre o equilíbrio da viabilidade econômica com a manutenção de empregos, reduzindo ao máximo o impacto nas pessoas”, diz a nota da empresa.