Sindicalistas preparam festa do Dia do Trabalho em Santos

Festa será para 50 mil pessoas. Segunda reunião para preparar evento ocorreu ontem no Sintracomos. Sorteios de brindes, shows, protestos e muita festa vão marcar o dia

Comentar
Compartilhar
19 MAR 201411h29

Santos vai reviver a festa no Dia do Trabalho com shows e sorteios de prêmios e com a presença estimada de 50 mil pessoas. Isto é o que foi definido ontem, na segunda reunião dos sindicalistas da Baixada Santista, ocorrida no Sintracomos. A festa será realizada no Estradão da Zona Noroeste.

O evento será realizado pelas centrais sindicais, com apoio das prefeituras da região. e será marcada por protestos contra o fim do fator previdenciário, perdas nas aposentadorias, precarização dos serviços, principalmente nas empreiteiras, e mais segurança no trabalho.

Herbert Passos Filho, presidente do Sindicato dos Químicos e diretor regional da Força Sindical, diz que o momento é para preparar os detalhes, buscar patrocínios e esquematizar os shows e os sorteios de brindes. “Nossa intenção, neste segundo encontro, foi o de acertar detalhes sobre o evento, pois pretendemos levar 50 mil pessoas para a festa do Trabalhador”, disse ao DL o sindicalista.

Sobre os temas a serem reivindicados, Passos menciona que todos devem pressionar o Governo Federal e o Congresso para acabar com o fator previdenciário e para colocar em votação temas de interesses dos trabalhadores que estão parados na Câmara e Senado”.

 A exemplo do que ocorreu em 2012, a festa deste ano será na Zona Noroeste (Foto: Luiz Torres/DL)

Já o presidente do Sindicato da Construção Civil da Baixada Santista(Sintracomos), Marcos Braz de Oliveira, Macaé,  quer providências das autoridades federais para o problema da insegurança no trabalho. “Ela ronda  principalmente as empreiteiras. Só na área da Usiminas a soma de mortes é de 55 desde sua privatização da Cosipa, em 1993, e alguém tem que fazer alguma coisa para acabar com isso”,  desabafa o sindicalista.

José Maria Felix, presidente do Sindicato dos Empregados em Edifícios de Santos, que também participou, pela segunda vez, da reunião preparatória, está otimista sobre o êxito do evento na Baixada Santista. “Nós temos, sim, que comemorar o Dia do Trabalho, mas, também, temos que protestar, pois o fim do fator previdenciário deve ser uma bandeira de luta de todos trabalhadores”.

Força Sindical distribui hoje cupons para festa em SP

A Força Sindical lançará hoje, às 10 horas, no Viaduto do Chá, em São Paulo, a comemoração do 1º de Maio, que será realizada na Praça Campo de Bagatelle.
Os sindicalistas vão distribuir o Informativo sobre o Dia do Trabalhador com explicações de como será a festa, que terá como lema “Avançar na democracia com desenvolvimento social”.

Os cupons para os sorteios também começarão a ser distribuídos hoje nos Sindicatos filiados à Central.

“Lutamos por um País com mais direitos e pelo respeito aos direitos”, disse Miguel Torres, presidente da Força Sindical, referindo-se à Pauta Trabalhista reivindicada pelo movimento sindical.

Durante o 1º de Maio da Força serão sorteados 19 carros 0km Hyundai HB20, e artistas consagrados farão shows gratuitos. Foram convidados Edson & Hudson, Paul Fernandes, Fernando & Sorocaba e Sorriso Maroto.

Além da Força Sindical, outras centrais sindicais, bem como sindicatos independentes,também estão se preparando para comemorar o Dia do Trabalho em todo País.

E os temas serão variados, mas em todos estaarão inclusos o fim do fator previdenciário e a recomposição nas perdas das aposentadorias.