Sindaport manifesta repúdio a possível saída de Di Bella

O presidente do Sindaport, afirmou que a posição do sindicato deve-se ao fato de o atual presidente ter estabelecido diálogo com os sindicatos, no tocante aos interesses dos trabalhadores portuários

Comentar
Compartilhar
14 FEV 201323h32

O Sindaport enviou ofício ao ministro-chefe da Secretaria Especial de Portos (SEP), Pedro Brito, manifestando repúdio sobre possível saída do atual diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), José Di Bella Filho.

O presidente do Sindaport, Everandy Cirino dos Santos, afirmou que a posição do sindicato deve-se ao fato de o atual presidente ter estabelecido diálogo com os sindicatos, no tocante aos interesses dos trabalhadores portuários. No documento Cirino declara que “a comunidade portuária local está apreensiva acerca dos comentários especialmente feitos pela imprensa escrita sobre mudança do presidente da Codesp”.

Cirino afirmou que aguarda para a próxima semana, formalização do acordo aditivo de pagamento do adicional por tempo de serviço (ATS) sobre os vencimentos brutos dos funcionários da estatal. Atualmente o ATS é calculado sobre o salário-base. ”O presidente Di Bella foi solidário à nossa reivindicação e enviou a proposta ao DEST (Departamento de Coordenação e Controle das Empresas Estatais) para aprovação. A proposta foi aprovada e estamos só aguardando a assinatura do presidente Di Bella”.

O ATS sobre a remuneração bruta entrará em vigor já no acordo coletivo vigente 2007/2009, retroativo a data base de junho. Segundo Cirino, 1.400 doqueiros do Porto de Santos serão beneficiados com a mudança no pagamento do ATS.

Cirino disse que as demais reivindicações serão negociadas na revisão do acordo coletivo, em 2009. São elas, a extensão da licença maternidade para seis meses, a reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), adicional de insalubridade para os trabalhadores que atuam em área portuária, Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e Plano de Demissão Voluntária (PDV).

Cias. Docas

A Federação Nacional dos Portuários também enviou ofício ao ministro Pedro Brito, repudiando mudanças nas diretorias das Companhias Docas. O presidente da Federação, Eduardo Lírio Guterra, afirmou que aprova o novo modelo de gestão adotado pela Secretaria de Portos e espera que “influências políticas” não voltem a ocorrer, com indicações para os cargos majoritários das Cias Docas.

SEP

A assessoria de imprensa da SEP, não confirma, nem nega os rumores sobre a saída do diretor-presidente da Codesp, José Di Bella Filho. A assessoria informou ainda que não tem conhecimento dos ofícios enviados pelo Sindaport e Federação Nacional dos Portuários.