X

Sindical e Previdência

Senado debate reforma trabalhista

Durante a sessão, o senador Romero Jucá deu parecer contrário a todas as 178 sugestões de emendas apresentadas em plenário

Folhapress

Publicado em 07/07/2017 às 10:50

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Jucá assumiu a relatoria das emendas em Plenário no lugar de Ricardo Ferraço, que havia sido escolhido pelo presidente Eunício Oliveira, mas estava ausente / Agência Senado

O plenário do Senado fez ontem a última sessão de debates sobre o projeto de lei da reforma trabalhista antes da votação, marcada para a próxima terça-feira (11). Durante a sessão, o relator, senador Romero Jucá (PMDB-RR), deu parecer contrário a todas as 178 sugestões de emendas apresentadas em plenário.

Com isso, na terça, não haverá novos debates sobre o projeto, apenas o encaminhamento para votação do texto principal —que será baseado no relatório de Jucá aprovado na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça)— e dos destaques de bancada que forem apresentados. As informações são da Agência Brasil.

Inicialmente, o relator da matéria em plenário indicado pelo presidente Eunício Oliveira (PMDB-CE) foi o senador ­Ricardo Ferraço (­PMDB-ES), que relatou a proposta na CAE (­Comissão de Assuntos Econômicos). No entanto, com a ausência de Ferraço no Senado hoje para dar parecer sobre as emendas, o presidente em exercício, senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), designou Jucá como relator.

Ao rejeitar as emendas, Jucá disse que o debate sobre a reforma seria de alto nível. “É natural que cada um marque a sua posição, mas tudo foi feito no sentido de que a gente possa colocar cada um a sua ideia e que possa prevalecer a vontade da maioria”, ­disse.

O senador Paulo Paim (PT-RS), que teve o voto em separado aprovado na CAS (Comissão de Assuntos Sociais), criticou a rejeição das emendas e pediu aos colegas que avaliem as possíveis mudanças ao texto durante a votação dos destaques. “Que a gente vote, cada um com a sua consciência, no projeto principal e que, nos destaques, a gente construa o acordo que for possível, porque assim é a vida, assim é a democracia e assim é a política”, disse.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Oportunidade

Praia Grande oferece 50 vagas gratuitas para oficina de fotografia

Inscrições começam na próxima segunda (22), no Palácio das Artes

COPA DO BRASIL

Sorteio define mandos das semis da Copa do Brasil; veja quem decidirá em casa

É a primeira vez na história que uma competição de cunho nacional terá a decisão das semis sendo do eixo Rio-SP, com 2 de cada estado

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software