X
Sindical e Previdência

Saques de contas do FGTS devem injetar R$ 30 bilhões na economia

Ministério do Trabalho e Emprego informa que o saldo total é de R$ 41 bilhões em 18,6 milhões de contas inativas

Dinheiro das contas inativas do FGTS será sacado seguindo-se um calendário de pagamento para não sobrecarregar atendimento nas agências da Caixa Federal / Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

O Conselho Curador do FGTS espera que até R$ 30 bilhões sejam injetados na economia com o saque das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. O uso dos recursos foi anunciado no final do ano passado pelo presidente Michel Temer como forma de ajudar as pessoas em momento de crise e de estimular a economia.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, que também preside o Conselho Curador do FGTS, disse que a medida vai beneficiar milhões de trabalhadores, que poderão sacar o dinheiro parado nas contas do Fundo. “É bom para o trabalhador, porque ele poderá usar o dinheiro que é dele para o que precisar, e é bom ­também para o Brasil, porque ajuda a impulsionar a economia”, afirmou­.

Segundo o secretário-executivo do Conselho Curador do FGTS, Bolivar Moura Neto, há atualmente 18,6 milhões de contas inativas há mais de um ano, com um saldo total de R$ 41 bilhões. As contas pertencem a 10,1 milhões de trabalhadores.

Bolivar disse que a estimativa é que 70% das pessoas com direito ao saque procurem a Caixa Econômica para ter acesso aos saldos das contas. De acordo com ele, as regras para sacar os ­recursos devem ser definidas em fevereiro. A ordem dos saques deve ser baseada no mês de aniversário do trabalhador­.

Para o secretário-executivo, o uso dos recursos ajuda na economia sem causar impacto significativo no saldo do FGTS cujo montante total é de R$ 380 bilhões em depósitos. “Esse dinheiro vai entrar na ­economia e ajudar as pessoas em um momento de crise”, disse.

Consignado

A regulamentação do uso de parte do FGTS como garantia nos empréstimos consignados deve ser feita em até três meses, afirmou Bolivar. As normas para a utilização estão sendo elaboradas pela Caixa.

Os trabalhadores da iniciativa privada poderão usar até 10% dos saldos das contas e a totalidade da multa de 40% em caso de demissão sem justa como garantia de operações de crédito consignado. O uso do FGTS como garantia de consignados havia sido aprovado pelo Congresso em julho do ano passado, por unanimidade.

Apesar de a taxa máxima prevista para os empréstimos ser de 3,5%, superior aos 3,2% cobrados em média nas operações atuais, a tendência é de que esse percentual caia, motivado pela concorrência e pelas negociações intermediadas por sindicatos, disse Bolivar.

“A gente imagina que a própria taxa média vai cair. Hoje, ela tem uma tendência de alta”, afirmou o secretário-executivo. “Isso deve ajudar a reduzir as taxas de juros. Hoje, sem consignação, as taxas são de 6%, 7% ao mês”, disse.

Veja como consultar o saldo de contas inativas do FGTS

O Governo Federal anunciou no dia 22 de dezembro que vai liberar o saque de contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) inativas até 31 de dezembro de 2015. Informamos que conta inativa de FGTS é aquela em que o empregado deixa de receber os depósitos do empregador por extinção ou rescisão do contrato de trabalho. 

O trabalhador, no entanto, não pode sacar o FGTS de uma conta ativa, ou seja, depositado pelo empregador atual, fato que só pode ocorrer nos casos especificados em lei. Fique sabendo como ter acesso ao saldo das contas inativas e depois é só aguardar o novo anúncio do Governo que vai estipular o calendário com a forma de pagamento desse dinheiro.

Informa também que você não vai receber agora. O Governo irá divulgar até final de fevereiro um cronograma de datas com os detalhes de quando você poderá tirar esse dinheiro extra. Fique preparado e aguarde o novo anúncio do governo que deverá ser bastante esclarecedor.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Educação

Gabarito oficial do Enem 2021 é divulgado; saiba como acessá-lo

Segundo o edital, a nota final dos candidatos só será divulgada em 11 de fevereiro

Santos

Plano de prevenção para período de chuvas é iniciado em Santos

Ação da Defesa Civil ocorre até 30 de abril de 2022 e vai distribuir informativos, orientar a população dos morros e aumentar o número de funcionários

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software