Profissão de comerciário está perto da regulamentação

Nesta quarta-feira a Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal aprovou o Projeto de Regulamentação da Profissão de Comerciário.

Comentar
Compartilhar
20 DEZ 201217h15

Os 12 milhões de comerciários do País, sendo cerca de 60 mil só na Baixada Santista, estão bem perto de terem a profissão, que é uma das mais antigas do País, de ser regulamentada. Nesta quarta-feira (19) a Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal aprovou o Projeto de Regulamentação da Profissão de Comerciário (PLS 115/2007). A sessão foi acompanhada de perto por líderes sindicais da categoria e pela diretoria da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC). Segundo a CNTC, a Comissão de Assuntos Sociais aprovou o parecer do relator, senador João Alberto (PMDB-MA).
 
O Projeto de Regulamentação, originado na CNTC, e que vem sendo acompanhado durante todo o ano de 2012 pela Diretoria da Confederação, das Federações e Sindicatos Filiados, segue agora para votação no Plenário do Senado e, depois, para sanção da presidenta Dilma Rousseff. “É mais uma vitória de todos os comerciários do Brasil, que veem coroados no Congresso Nacional o empenho e a luta da CNTC e de seus Filiados”, disse o presidente Levi Fernandes Pinto.
 
Para o presidente da Fecomerciários, Luiz Carlos Motta, a vitória de ontem no Senado é mais uma conquista de toda a categoria. “Finalmente estamos deixando de ser um aglomerado de trabalhadores para vermos em nossas carteiras de trabalho o registro de comerciário”. Arnaldo Azevedo Biloti, presidente do Sindicato dos Comerciários na Baixada Santista, informou ao Diário do Litoral, que  a regulamentação é uma luta antiga e que visa dar mais tranquilidade aos profissionais em termos de seus direitos. “O sindicato tem lutado muito por esses direitos”, disse

Presidentes Arnaldo Biloti (sindicato) e Luiz Carlos Motta (Fecomerciários). (Foto: Matheus Tagé/ DL)