Prefeitura de Cubatão tenta conciliação com SINDROD

Reunião entre a Prefeitura e o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviários acontece às 13h desta terça-feira (13).

Comentar
Compartilhar
13 NOV 201212h51

Ao que tudo indica a população de Cubatão ainda vai sofrer bastante com os transtornos causados pela greve dos 260 motoristas e cobradores da Viação Translíder.

Nesta terça-feira, as 13h, no Ministério do Trabalho de Santos, acontece uma reunião de conciliação entre o sindicato e a Prefeitura.Segundo o presidente do sindicato, Waldir Pestana, se não houver acordo até esta quarta-feira (14), a paralisação vai seguir até a semana que vem. "Vai ser a greve mais longa que eu já vi", comenta.

Em nota oficial emitida na segunda-feira (12), a Prefeitura diz estar tomando providências para que o serviço seja restabelecido, mas em nenhum momento cita a quitação dos pagamentos atrasados. 
 
Manifestação dos motoristas e cobradores da empresa Translíder aconteceu em frente a Prefeitura (Foto: Matheus Tagé/DL)
 
Confira a nota na íntegra:
 
Com relação à paralisação do serviço de transporte coletivo, a Prefeitura de Cubatão informa:
 
1. Numa primeira avaliação, cerca de 80% dos usuários de transporte estão sendo atendidos pela reorganização e o reforço do transporte alternativo, organizado em conjunto com a Companhia Municipal de Transito (CMT). Com isso, na medida do possível, estão sendo diminuídos os transtornos causados à população;
 
2. Com base no contrato de concessão do transporte coletivo e por ser esse um serviço essencial à população, a CMT está notificando a empresa concessionária Translíder para que retorne imediatamente à execução do serviço;
3. Estranhamente, parte do transporte escolar também foi paralisado, prejudicando cerca de 55% dos alunos atendidos pelo serviço. Da mesma forma, com base no contrato de prestação de transporte escolar e por ser este um atendimento essencial à população, a Secretaria de Educação já notificou o Consorcio Tel-Lider, responsável pelo serviço, para que retome imeditamente a totalidade de atendimentos aos alunos;
 
4. Por outro lado, agindo em defesa do interesse público, a Prefeitura de Cubatão não irá admitir que a população seja prejudicada com a paralisação e, para garantir esse direito, já acionou a Justiça, inclusive com pedido de liminar, para que a concessionária de transporte coletivo retome imediatamente a prestação de pelo menos 70% dos serviços estabelecidos em contrato. Com relação ao transporte escolar, a mesma medida está sendo tomada para a retomada imediata do atendimento aos alunos;
 
5. A Administração Municipal reitera que não foi informada oficialmente de nenhuma paralisação dos serviços, o que causou mais prejuízos e transtornos à população;
 
6. A Prefeitura informa ainda que continuará tomando todas as medidas cabíveis para o retorno imediato do transporte coletivo e da totalidade do transporte escolar bem como continuará trabalhando no sentido de minimizar os transtornos causados a milhares de pessoas.
 
7. A Administração Municipal aproveita também para ressaltar o comprometimento com a Cidade, demonstrado pelos permissionários do transporte alternativo, que não vêm medindo esforços para garantir o atendimento aos usuários do transporte público.

Colunas

Contraponto