Petroleiros decidem manter a greve na Baixada Santista

Em seis estados a greve terminou ontem. Na Baixada, petroleiros permanecem parados

Comentar
Compartilhar
24 OUT 201310h07

A greve dos petroleiros terminou ontem em seis estados do País. Entretanto, na Baixada Santista, os trabalhadores decidiram prosseguir com a paralisação e vão aguardar por nova negociação entre Petrobras e a Federação Nacional dos Petroleiros (FNP). Categoria tem nova assembleia hoje.

Por orientação da Federação Única dos Petroleiros (FUP), em seis estados, a categoria aceitou a proposta de reajuste salarial, de 8,56% proposto pela Petrobras para por fim à greve. (Ver propostas ao lado)

Provando que a categoria está disposta a realizar uma mobilização histórica, os petroleiros do Litoral Paulista decidiram pela manutenção da greve por tempo indeterminado nas unidades da região. A decisão foi tomada em assembleia realizada na noite da última terça-feira, em assembleia na sede (Santos) e sub-sede (São Sebastião) do Sindicato.

Na ocasião, ainda foram debatidos vários temas: a venda criminosa do Campo de Libra, os casos de assédio e cárcere privado dos trabalhadores nas unidades e a nova proposta de ACT oferecida pela empresa, considerada rebaixada pelos petroleiros presentes. Também foram votados e aprovados por unanimidade as seguintes propostas:

Funcionários da Refinaria Presidente Bernardes de Cubatão vão continuar em greve (Foto: Luiz Torre/DL)

- Manutenção da greve por tempo indeterminado;
- Envio de ofício para a RPBC, determinando a saídados trabalhadores do Grupo 4, que estão na unidade desde o início da greve;
- Elaboração de nota de repúdio contra o Leilão de Libra e continuar a luta para a revogação da venda que aconteceu no último dia 21;
- Elaboração de nota de repúdio para a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São José dos Campos e Litoral Norte (Sintricon), que usou de truculência para obrigar os trabalhadores terceirizados a entrarem nas unidades do Tebar e UTGCA, cerceando o direito de greve e disposição de luta desses operários.
- Sugestão de encaminhamento para que a FNP convoque a FUP para compor uma mesa única de negociação, tendo em vista o sucesso do levante grevista que percorre o país;
Petroleiros da Baixada Santista fizeram ontem cedo uma nova passeata de protesto pela Rodovia Cônego Domênico Rangoni, causando transtornos por causa da paralisação da rodovia.