Operação Tartaruga

Nova assembléia da PF hoje

Comentar
Compartilhar
04 MAR 201323h04

Em repúdio às declarações do Ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, sobre o seu desconhecimento do acordo firmado entre o Governo e a Polícia Federal para a reposição salarial, a categoria decide hoje se implanta a ‘operação padrão’, ou seja, operação tartaruga. Em Santos, a assembléia está marcada para as 12 horas na sede da Polícia Federal, na Praça da República, nº 70, no Centro.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Federais de Santos, Gilson Cláudio Valim, a operação padrão deve iniciar a partir de amanhã. Porém, nova paralisação de 24 horas, no País, nesta terça-feira, não está descartada, conforme carta enviada pelo presidente da Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF), Sandro Torres Avelar, ao ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, ao saber sobre o desconhecimento do ministro sobre o acordo.

"Isso prejudicou o calendário sugerido pelas entidades classistas de âmbito nacional, com a previsão de novo ato público somente no dia 18 de abril, fazendo com que diversos Estados da Federação, por suas lideranças locais, entendessem por repudiá-las já, antecipando as manifestações para a próxima terça-feira, dia 03", declarou na carta, Avelar.

Última paralisação

Na última quarta-feira, no aniversário de 44 anos da Polícia Federal, a categoria fez greve de 24 horas reivindicando o cumprimento do acordo pelo Governo Federal. Segundo Gilson, no ano passado a categoria aceitou a proposta do Governo de reposição salarial de 60%, contra 130% solicitados, calculados sobre 12 anos de salários defasados. A primeira parcela foi paga em julho, conforme o combinado e o restante — 30% — seria quitado em dezembro passado, o que não ocorreu.