Multinacional contratará mil trabalhadores

O anúncio foi feito ontem, durante a conclusão das negociações para a construção da unidade, que será destinada à fabricação de motores elétricos

Comentar
Compartilhar
06 FEV 201323h28

A WEG, uma das maiores multinacionais brasileiras, deverá contratar nos próximos quatro anos cerca de mil funcionários para trabalhar no novo parque fabril, a ser instalado na cidade de Linhares, Espírito Santo. O anúncio foi feito ontem, durante a conclusão das negociações para a construção da unidade, que será destinada à fabricação de motores elétricos. Foram investidos R$ 186 milhões no novo empreendimento, que deve começar a operar em 2011.

Segundo o diretor-superintendente da WEG Motores, Siegfried Kreutzfeld, a localização privilegiada do novo parque industrial — às margens da BR-101, próximo de regiões de grande crescimento econômico — e a base educacional da população de Linhares, com escolas técnicas e cursos superiores de boa qualidade, foram fatores determinantes para a escolha da Cidade para a expansão da empresa.

“Estamos felizes com a escolha de Linhares, após a análise de diversas outras opções de investimento. Acreditamos que esse novo parque será uma importante fonte de vantagens competitivas“, argumentou Kreutzfeld. Ele destaca, entre os motivos da escolha, a infraestrutura portuária do estado e as vantagens logísticas existentes para obtenção das matérias-primas que serão utilizadas no processo produtivo.

Fundada em 1961, a WEG atua principalmente no setor de bens de capital. É um dos maiores fabricantes mundiais de equipamentos eletroeletrônicos, produzindo motores elétricos, geradores, transformadores e componentes eletrônicos e eletromecânicos de proteção, comando e controle.

Com sede em Jaraguá do Sul, Santa Catarina, a empresa tem fábricas em mais três cidades catarinenses (Blumenau, Guaramirim e Joaçaba) e também em Gravataí (RS), São Bernardo do Campo e Hortolândia (SP) e Manaus (AM).

O grupo tem ainda unidades fabris na Argentina, México, Portugal e China e instalações de distribuição e comercialização nos Estados Unidos, na Venezuela, Colômbia, no Chile, na Alemanha, Inglaterra, Bélgica, França, Espanha, Itália, Suécia, Austrália, no Japão, em Cingapura, na Índia, Rússia e nos Emirados Árabes Unidos.