Motoboys interditam a Avenida Paulista em protesto

Manifestantes fecharam toda a Avenida Paulista por 20 minutos protestando contra o prazo para adequação de normas de segurança.

Comentar
Compartilhar
01 FEV 201316h20

Uma carreata de cerca de mil motoboys fechou toda a Avenida Paulista por 20 minutos no início da tarde desta sexta-feira (1º), no trecho entre a Rua Padre João Manuel e a Rua Haddock Lobo. Os manifestantes mantêm, no momento, duas faixas da avenida fechadas, no sentido Vila Mariana. Apenas uma faixa desse sentido está liberada para o trânsito.

Eles protestam contra o fim do prazo para adequação às novas regras de segurança, que passam a vigorar a partir de amanhã (2). Eles querem prorrogação do período para o cumprimento das medidas de segurança editadas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em 2009. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a entrada em vigor das novas normas já foi adiada por duas vezes.

Os motoboys se posicionaram em frente ao escritório da Presidência da República em São Paulo, localizado na Avenida Paulista, e esperam que uma comissão dos trabalhadores seja recebida para discutir o assunto.

O cortejo de motos teve início na manhã de hoje, na Avenida dos Bandeirantes, na zona sul, por volta das 11h. Depois, seguiu pela Avenida 23 de Maio até a Avenida Paulista. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) está fazendo o desvio do trânsito.

Cerca de mil motoboys tomaram a Avenida Paulista protestando contra o prazo para adequeção de normas de segurança (Foto: ABr)