INSS vai usar recurso digital

Previdência passa a usar recurso digital para agilizar julgamentos de processos do INSS

Comentar
Compartilhar
27 DEZ 201217h17

Até junho de 2013, as agências do INSS vão contar com sistema de recurso digital, o que vai agilizar as respostas dos recursos dos segurados, que hoje, dependendo da agência e do volume de recursos, pode levar até um ano para serem solucionadas. A informação é da própria Previdência Social, que está disposta a reverter a morosidade em seu sistema e priorizar o atendimento no novo ano.

Os recursos serão encaminhados para as Juntas que estejam com menos sobrecarga de trabalho, acelerando seu trâmite e também sua solução. A afirmação é do Presidente de Recursos da Previdência, Manuel Dantas. Ele diz que todos os pedidos dos segurados serão digitalizados

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já incluiu uma nova ferramenta no sistema de processos digitais, o e-Recursos. A partir de janeiro a defesa oral poderá ser apresentada por meio de videoconferência, o que deve reduzir pela metade o trâmite dos processos. Antes, o prazo era de até 85 dias. Além disso, a nova ferramenta também vai diminuir os custos com a postagem de malotes, por exemplo.

Novo sistema vai agilizar solução de casos. (Foto: Matheus Tagé/ DL)

Já os segurados não precisarão mais se deslocar da cidade de origem para apresentar as defesas. Antes da videoconferência, o requerente era obrigado a comparecer à Junta de Recursos, escolhida pelo sistema eletrônico e-Recursos. Agora, o segurado será informado pelo Conselho de Recursos da Previdência Social (CRPS) sobre a data e o horário em que deverá comparecer à agência do INSS de sua cidade para apresentar a defesa no processo.

Os processos administrativos abertos no INSS são julgados pelo CRPS, órgão colegiado que funciona como um tribunal, mediando conflitos entre os segurandos e o INSS.