INSS: Com agências fechadas, segurados ficam sem atendimento nesta segunda-feira

A reabertura das agências em São Paulo foi barrada pela Justiça, após os servidores ingressarem com ação judicial pedindo suspensão da medida

Comentar
Compartilhar
14 SET 2020Por Folhapress17h00
O INSS chegou a enviar aos segurados avisos de que não haveria reaberturaFoto: Agência Brasil

Centenas de segurados que buscaram atendimento nas agências do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) na capital paulista e na Grande SP na manhã desta segunda-feira (14) voltaram para casa sem conseguir resolver as pendências para ter a renda previdenciária.

Anunciada para ocorrer a partir desta segunda, a reabertura das agências em São Paulo foi barrada pela Justiça, após os servidores ingressarem com ação judicial pedindo suspensão da medida. Em sua defesa, os funcionários alegaram não haver segurança sanitária para retomar o atendimento. No restante do país, a reabertura foi mantida.

Em algumas agências, servidores voltaram a seus postos e orientavam os beneficiários sobre como deverá ser o atendimento. Em geral, os segurados recebiam a informação de que não haveria o atendimento esperado, mas que podiam tentar ser atendidos a distância, por meio do portal Meu INSS ou telefone 135.

O INSS chegou a enviar aos segurados avisos de que não haveria reabertura. Os recados vão por SMS, e-mail ou Meu INSS, mas nem todos têm acesso ao aviso e, em muitos casos, segurados preferiram ir ao local para saber se realmente haveria suspensão do atendimento.

Em nota, o instituto informou que manteve os postos fechados "por força de decisão judicial", afirmando que "a reabertura das agências do INSS em São Paulo foi adiada sem data definida para reabertura".

Por fim, o órgão disse que vai recorrer da decisão e "espera que a Justiça entenda o caráter essencial do serviço prestado" pela autarquia.