Governo libera R$ 15 milhões ao Portus

Verba vai garantir pagamento do 13º aos participantes.

Comentar
Compartilhar
14 DEZ 201212h40

O risco dos participantes do Portus de ficarem sem o pagamento do 13º salário foi afastado definitivameente pelo Governo Federal, que depositou nesta quinta-feira (13) R$ 15 milhões  para a previdência complementar dos portuários.  O governo federal vai liberar, ao todo, os R$ 150 milhões para o Portus prometido ainda no governo do presidente Lula. 

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, oficializou a decisão de realizar o pagamento, durante reunião com os representantes dos trabalhadores portuários – Eduardo Guterra, presidente da Federação Nacional dos Portuários (FNP), Wilton Ferreira Barreto, presidente da Federação Nacional dos Estivadores (FNE), Mario Teixeira, da Federação Nacional dos Trabalhadores Portuários Avulsos (Fenccovib) – e o deputado Paulo Ferreira. 
 
Gilberto Carvalho informou ainda que R$ 15 milhões já foram repassados e que até o início de janeiro será efetuado novo depósito, totalizando R$ 30 milhões. O restante será pago em parcelas mensais de R$ 10 milhões.
 
A liberação de recurso foi anunciada também durante o lançamento do programa de investimento dos portos pelo ministro da Secretaria de Portos, Leônidas Cristino. 
 O repasse chegou menos de um mês depois da audiência pública, realizada na Comissão de Direitos Humanos e Participação Legislativa (CDH) do Senado, que reuniu mais de 300 portuários de todo o Brasil. 
 
Além de garantir o 13º, os portuários terão assegurados outros benefícios. (Foto: Arquivo/ DL)