Governo é contrário ao fim do fator previdenciário, diz deputado

Aposentados e líderes sindicais mantêm mobilização no Salão Verde da Câmara Federal

Comentar
Compartilhar
28 NOV 201217h59

 

O deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP) afirmou, há pouco, após sair da reunião de líderes no gabinete da Presidência da Câmara, que o projeto (PL 3299/08) que põe fim ao fator previdenciário não entrará na pauta de votações porque o governo é contra a aprovação da proposta neste ano.
 
Segundo o parlamentar, o PDT continuará em obstrução junto com outros partidos nas votações de interesse do governo enquanto o fim do fator não for pautado. Ele quer que o líder do governo, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), marque uma reunião com a presidente da República, Dilma Rousseff, e os lideres da base aliada para discutir o assunto.
 
Segundo Paulo Pereira, desde julho o governo promete conversar com os parlamentares sobre o tema, mas a reunião até hoje não ocorreu.
 
Neste momento, o deputado do PDT está reunido com aposentados, que lotam o Salão Verde em mais uma manifestação pelo fim do fator previdenciário.

Paulo Pereira da Silva está reunido com aposentados, que lotam o Salão Verde em mais uma manifestação pelo fim do fator previdenciário (Foto: Divulgação)
 

Colunas

Contraponto