Fim do salário congelado

Mobilização reuniu 15 mil servidores federais em Brasília

Comentar
Compartilhar
14 JAN 201322h39

Cerca de 15 mil servidores públicos federais vindos de todo o Brasil se concentraram na Praça dos Três Poderes e promoveram uma grande marcha até o Ministério do Planejamento onde aguardaram o fim de uma audiência com a ministra Miriam Belchior. A ministra recebeu representantes de 26 entidades unidas em torno da campanha em defesa dos servidores e serviços públicos brasileiros, entre elas a Condsef.

O encontro foi o primeiro desde a posse da presidente Dilma Rousseff e marcou a reabertura do processo de negociações com o Governo. Na audiência a ministra informou que a intenção é manter diálogo permanente com os servidores. Uma nova reunião já está confirmada para a próxima segunda-feira (18). O secretário de Relações do Trabalho Duvanier Ferreira é quem conduzirá as rodadas de negociação.

A ministra disse ontem que é intenção do Governo encaminhar ao Congresso Nacional até o mês de junho projeto relativo à regulamentação da Negociação Coletiva no setor público.

Um documento contendo as reivindicações dos funcionários públicos federais foi protocolado na Casa Civil ontem, destinado à presidente Dilma. Pela manhã, os servidores acompanharam o debate na Comissão de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados sobre o PL 1992/07 que trata de uma Previdência Complementar para servidores.

Parlamentares solicitaram vista da matéria que por enquanto não segue tramitando no Congresso. Servidores vão continuar promovendo trabalho de convencimento pela derrubada deste e de outros projetos prejudiciais ao setor como o PLP 549/09 que pode congelar investimentos públicos pelos próximos dez anos.