SEDUC

Empregados da Tecknocon deflagram greve

Segundo o presidente do Siemaco, André Domingues de Lima, o sindicato está tentando junto a empresa, que os salários e benefícios atrasados sejam pagos imediatamente

Comentar
Compartilhar
21 FEV 201503h09

Empregados da Tecknocon Serviços Técnicos, que prestam serviços na Unifesp da Baixada Santista, entraram em greve ontem, em virtude do atraso nos salários, vale-refeição e vale-transporte, que não são pagos desde o dia 5.

A decisão foi tomada após assembleia realizada na Unifesp. Cerca de 80 funcionários estão de braços cruzados.

Segundo o presidente do Siemaco, André Domingues de Lima, o sindicato está tentando junto a empresa, que os salários e benefícios atrasados sejam pagos imediatamente, mas, por precaução, já marcou uma reunião, dia 26, no Ministério do Trabalho.

“Estamos buscando uma solução imediata, pois os trabalhadores não podem ser responsabilizados e nem penalizados por problemas financeiros da empresa”, enfatiza André.

Empregados foram informados ontem pelo Siemaco sobre rumos da greve (Foto: Divulgação)