Desempregados enfrentam fila em sindicato por empregos

Cerca de 2 mil pessoas preencheram fichas no Sindiquímicos em busca de 48 vagas em Santos

Comentar
Compartilhar
11 FEV 2017Por Francisco Aloise 10h50
Alguns candidatos chegaram no sindicato ainda no final da noite de quinta e passaram a noite na filaFoto: Rodrigo Montaldi/DL

O reflexo da crise de emprego que assola o País, com mais de 12 milhões de desempregados,  e o desespero em busca de vagas, ficou evidente ontem, quando centenas de desempregados, entre homens e mulheres, a maioria formada por jovens, enfrentaram uma enorme fila em busca de 48 vagas na párea hospitalar em Santos.

Cerca de 2 mil pessoas participaram da seleção e algumas delas amanheceram na porta do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas da Baixada Santista  (Sindiquímicos), na Avenida Pinheiro Machado, 77, na expectativa de conseguirem uma das vagas.

A seleção foi feita pelo sindicato, em parceria com um hospital de Santos e com a Secretaria Estadual de Relações do Trabalho (SERT).

Os candidatos foram selecionados para 19 vagas em Técnico de Hotelaria Hospitalar e 29 vagas para Auxiliar de Atendimento ao Cliente para trabalho na área hospitalar em Santos. Para ambos os cargos era necessário, no mínimo, seis meses de experiência, além de ensino médio (técnico hospitalar) e ensino fundamental (auxiliar de ­atendimento).

As funções têm remuneração do mercado, vale alimentação, vale transporte e convênio médico. As jornadas são de 6 horas Auxiliar de Atendimento ao Cliente (Recepção) e 8 horas para Técnico de Hotelaria Hospitalar.

Sem incidentes

O presidente do Sindiquímicos, Herbert Passos Filho, disse ao Diário do Litoral, após o encerramento da seleção de candidatos, que trinta pessoas foram mobilizadas pelo sindicato para atendimento aos interessados nas vagas de emprego e para dar segurança aos candidatos.

“Apesar da grande demanda de pessoas interessadas nas vagas, tudo ocorreu com tranquilidade, dentro da normalidade, sem nenhum incidente. Todos foram atendido. Algumas já foram encaminhadas para exames médicos hoje mesmo devido a urgência do empregador”, mencionou o ­sindicalista.

Expectativas

Sobre o grande número de pretendentes às vagas, Herbert Passos disse que ela superou as expectativas. “Nós tínhamos uma previsão de cerca de mil pessoas, mas o número foi o dobro da expectativa, pois atendemos cerca de 2 mil pessoas, mas estávamos preparados para isso, pois sabemos que diante do desemprego crescente no País, a demanda poderia ser maior que a nossa previsão inicial”.

Passos disse que sua diretoria está preparada para esse tipo de seleção. “Já fizemos essas parcerias tempos atrás e estamos sendo procurados para outras parcerias com empresas privadas da região e em breve teremos uma nova seleção de candidatos”, destacou o ­sindicalista.