X
Sindical e Previdência

Confira as parcelas do consignado do INSS com os novos juros

A taxa máxima de juros a ser paga no empréstimo consignado passou de 1,80% por mês para 2,14%

INSS tem aumento de taxas para consignados / Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O aposentado e pensionista do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que precisa de um empréstimo consignado pode pagar mais caro por ele, dependendo do banco onde buscar o crédito. Desde 10 de dezembro, as instituições que oferecem a modalidade já podem cobrar os novos juros.

A taxa máxima de juros a ser paga no empréstimo consignado passou de 1,80% por mês para 2,14%. Já no cartão de crédito consignado, a taxa, que era de 2,7% ao mês, foi para 3,06%. O consignado do INSS é um crédito controlado pelo CNPS (Conselho Nacional de Previdência Social) e tem regras próprias.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Pelas normas, o banco pode cobrar os juros definidos por ele, desde que não ultrapassem o limite autorizado por meio de publicação do governo. Ainda é possível conseguir o crédito mais barato, dependendo da instituição bancária.

A pedido da reportagem, Wagner Souza, advogado do escritório Roberto de Carvalho Santos Advogados Associados e especialista em cálculos previdenciários, simulou os valores das parcelas para empréstimos consignado que vão de R$ 1.000 a R$ 15 mil.

Os cálculos foram feitos para o empréstimo pessoal, que tem as taxas menores, e para o cartão de crédito, com taxas maiores. Pela regra válida até 31 de dezembro deste ano, o aposentado ou pensionista pode comprometer até 35% do benefício com o empréstimo e até 5% com o cartão de crédito, somando 40% de margem consignável.

COMO FUNCIONA O CONSIGNADO

O consignado do INSS é controlado pelo CNPS e tem regras próprias. Dentre as normas controladas estão os juros máximos decididos pelo conselho, além da quantidade de meses para pagar e do limite que pode ser emprestado pelo aposentado.

A partir de 2022, as normas devem voltar ao que valiam antes da pandemia e o aposentado ou pensionista poderá comprometer até 35% de sua renda mensal com essas dívidas: 30% para o empréstimo e 5% para o cartão de crédito consignado.

Até dezembro de 2021, o número máximo de parcelas mensais para pagar a dívida segue ampliado de 72 para 84 meses (de seis para sete anos de pagamento). A partir de 2022, volta a ser de 72 meses.

Além de decidir sobre os juros do empréstimo, a reunião do CNPS de novembro, na qual as taxas subiram, definiu que haverá um programa de educação financeira e previdenciária para aposentados, pensionistas e suas famílias custeado pelas instituições bancárias.
*
VEJA AS SIMULAÇÕES DE VALORES

Empréstimo consignado com os novos juros, de 2,14% ao mês
Valor do empréstimo (em R$) - Número de parcelas - Prestação (em R$) - Total a ser pago (em R$) - Valor total dos juros (em R$)
1.000 - 84 - 25,75 - 2.163,00 - 1.163,00
3.000 - 84 - 77,24 - 6.488,16 - 3.488,16
5.000 - 84 - 128,74 - 10.814,16 - 5.814,16
10 mil - 84 - 257,48 - 21.628,32 - 11.628,32
15 mil - 84 - 386,22 - 32.442,48 - 17.442,48

Empréstimo consignado com os juros antigos, de 1,80% ao mês
Valor do empréstimo (em R$) - Número de parcelas - Prestação (em R$) - Total a ser pago (em R$) - Valor total dos juros (em R$)
1.000 - 84 - 23,18 - 1.947,12 - 947,12
3.000 - 84 - 69,54 - 5.841,36 - 2.841,36
5.000 - 84 - 115,90 - 9.735,60 - 4.735,60
10 mil - 84 - 231,80 - 19.471,20 - 9.471,20
15 mil - 84 - 347,69 - 29.205,96 - 14.205,96

Cartão de crédito com os novos juros, de 3,06% ao mês
Valor do benefício (em R$) - Número de parcelas - Crédito (em R$) - Prestação (em R$) - Total pago (em R$) - Valor dos juros (em R$)
1.100 - 32 - 1.112,28 - 55 - 1.760 - 647,72
2.000 - 32 - 2.022,33 - 100 - 3.200 - 1.177,67
3.000 - 32 - 3.033,49 - 150 - 4.800 - 1.766,51
4.000 - 32 - 4.044,66 - 200 - 6.400 - 2.355,34
5.000 - 32 - 5.055,82 - 250 - 8.000 - 2.944,18
6.000 - 32 - 6.066,98 - 300 - 9.600 - 3.533,02
6.433,57 - 32 - 6.505,42 - 321,68 - 10.293,71 - 3.788,29

Cartão de crédito com os juros antigos, de 2,7% ao mês
Valor do benefício (em R$) - Número de parcelas - Crédito (em R$) - Prestação (em R$) - Total pago (em R$) - Valor dos juros (em R$)
1.100,00 - 32 - 1.168,59 - 55 - 1.760 - 591,41
2.000,00 - 32 - 2.124,71 - 100 - 3.200 - 1.075,29
3.000,00 - 32 - 3.187,06 - 150 - 4.800 - 1.612,94
4.000,00 - 32 - 4.249,41 - 200 - 6.400 - 2.150,59
5.000,00 - 32 - 5.311,76 - 250 - 8.000 - 2.688,24
6.000,00 - 32 - 6.374,12 - 300 - 9.600 - 3.225,88
6.433,57 - 32 - 6.834,75 - 321,68 - 10.293,71 - 3.458,96

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Semana do Brincar em Santos começa neste domingo com atividades para a família na orla

De 23 a 26 de maio, várias atividades serão realizadas nas escolas municipais

Polícia

Caçada a Cupertino teve campana em velório e fuga em caminhão de melancia

Polícia Civil usou um leque variado de estratégias de investigação na caçada do empresário acusado de matar o ator de Chiquititas Rafael Miguel e os pais

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software