VLI DESKTOP TOPO
SABESP AGOSTO MOB

Central 135 do INSS atendeu 56 milhões de chamadas em 2014

Segurado pode agendar atendimento nos postos e esclarecer dúvidas sem sair de casa

Comentar
Compartilhar
27 JAN 201511h06

A Central 135 da Previdência Social registrou um volume de 56 milhões de chamadas em 2014. A implantação do canal de atendimento ao cidadão é considerada um marco na história da Previdência Social junto com o agendamento eletrônico, que permitiu ao segurado marcar dia e hora, sem sair de casa, para ser atendido, colocando fim às longas filas na porta das agências em todo o País.

Com a criação da Central 135, o cidadão passou a contar também com os serviços da Agência Eletrônica na internet (www.previdencia.gov.br). O Sistema de Agendamento Eletrônico proporcionou ao segurado a possibilidade de programar a sua ida até as agências da Previdência, sem necessidade de perder tempo em fila.
Assim, antes de chegar a uma unidade de atendimento da Previdência, o segurado já havia sido informado pelos operadores da Central sobre a documentação e requisitos necessários para dar entrada, por exemplo, no pedido dos benefícios.

Hoje, a Central 135 realiza uma média de 4,7 milhões de atendimentos por mês. Entre os serviços mais procurados pelos cidadãos, que entram em contato com a Previdência por meio do canal de atendimento, estão a procura por informações gerais sobre situação do benefício, preenchimento de GPS, data da perícia agendada, entre outros serviços da Agência Eletrônica.

Demandas como essas são responsáveis por 60% do volume de atendimento realizado pela Central. O restante das demandas requeridas pelos cidadãos se refere à marcação de perícia, agendamento de benefícios, inscrição na Previdência Social, Ouvidoria, além de outros serviços, como emissão de certidões e atualização de endereço.

Ida aos postos da Previdência Social só ocorre após agendamento prévio (Foto: MAtheus Tagé/DL)

A Central 135 funciona, das 8 às 23h, de segunda a sábado, nos estados que adotaram o horário de verão. Nos demais locais, o horário de atendimento é de 7 às 22h. A ligação para 135 é gratuita, se feita de um telefone fixo, e tem o custo de uma chamada local, se realizada de celular. Aos domingos, o canal funciona apenas para atendimento eletrônico.

Atendimento

A Previdência Social possui uma rede com mais de 1.500 unidades de atendimento, deste total 1.495 são agências de Previdência Social, responsáveis por atender a população em todo o País, esse número ainda deve aumentar em 2015 com a inauguração de novas unidades. Na região Norte, a Previdência mantém cinco barcos que realizam o atendimento itinerante a localidades de difícil acesso.

Segurado: veja como é fácil atualizar seu endereço junto ao INSS

Os segurados e beneficiários da Previdência Social devem manter seus endereços atualizados junto à Previdência Social para continuar recebendo as correspondências oficiais da instituição, tais como o extrato anual e a carta de concessão de benefício.

Aposentados e pensionistas podem fazer a atualização de dados pelo site da Previdência Social (www.previdencia.gov.br), no item Serviços ao cidadão.  Todos os serviços estão disponíveis neste menu. A atualização de endereço de beneficiários também está disponível na Central de Atendimento, pelo telefone 135. Funciona de segunda a sábado, das 7 às 22h — horário de Brasília.

A ligação é gratuita quando feita de telefone fixo. Para atualizar o endereço tenha em mãos o número do benefício, data de nascimento, CEP, nome completo e CPF do beneficiário.

No caso de contribuinte pessoa física, será necessário informar o NIT/PIS/PASEP e a senha, que, por motivo de segurança, somente pode ser retirada numa agência da Previdência Social. O atendimento para obtenção de senha deverá ser agendado no site da Previdência, na seção de Serviços ao Cidadão  ou  pela Central 135.

Nova cidade 

Quando o segurado passa a morar em outro estado/cidade, deve solicitar transferência do benefício para a nova localidade. É necessário comparecer à agência da Previdência Social mais próxima do novo endereço para formalizar o pedido.

Domicílio bancário

Caso o segurado queira apenas mudar o domicílio bancário (ou seja, o banco em que recebe o benefício), deve comparecer à agência da Previdência Social para a qual deseja transferir o pagamento, observando a disponibilidade e lotação das agências bancárias na região pretendida. Entretanto, caso deseje receber por meio de conta corrente, deve dirigir-se à agência bancária em que possui a conta.