Câmara deve votar reajuste dos servidores na segunda

Aumento salarial de 8% dos servidores de Santos será pago já na folha deste mês, no dia 25

Comentar
Compartilhar
07 FEV 201511h22

O projeto de lei do Executivo, com o reajuste de 8% nos salários dos servidores de Santos, foi encaminhado ontem a Câmara e deverá ser votado em primeira discussão, na próxima segunda-feira. A segunda e última discussão deve ocorrer depois do Carnaval, a tempo do aumento ser inserido na folha salarial deste mês, no dia 25.

A informação foi dada ontem pelo presidente do Sindicato dos Servidores Estatutários de Santos (Sindest), Fábio Pimentel, que reuniu a diretoria do sindicato, para explicar os detalhes da campanha salarial e a estratégia para buscar novos benefícios nas cláusulas sociais, que se encontram pendentes de acordo.

“A campanha salarial ainda não terminou”, disse Pimentel. “Só foi fechado acordo inerente às cláusulas financeiras, como o reajuste nos salários, no vale-refeição e cesta-básica. O Sindest representa 12 mil servidores estatutários, sendo mais de 2 mil aposentados, e temos que continuar negociando os demais itens da pauta e em alguns deles constam periculosidades para os aposentados”, explicou.

Diretores do Sindest pretendem buscar novos benefícios nas cláusulas sociais (Foto: Matheus Tagé/DL)

O sindicalista menciona que o Sindest possui pouco mais de 4 mil associados e que sua criação, em 1989, foi por haver dissidência entre os estatutários. “Na época os celetistas eram maioria e os estatutários se julgavam prejudicados em suas reivindicações. Hoje, somos ampla maioria, temos cerca de 12 mil servidores estatutários e poucos mais de 2 mil servidores celetistas, entre contratados pela lei 650 e comissionados”.

Sindserv

O Sindicato dos Servidores Municipais de Santos (Sindserv) diz que ainda não encerrou a campanha salarial referente aos índices econômicos. Os associados da entidade rejeitaram, na noite de quarta-feira, o reajuste de 8% proposto pela Prefeitura e se declararam em estado de greve. les reivindicam, 11,5%.

O sindicato promove, na próxima terça, às 18h30, na Praça Independência, no Gonzaga, manifestações contra a Administração Municipal, para demonstrar a insatisfação em relação ao reajuste de 8%.

Colunas

Contraponto