Cabeleireiros da Baixada Santista criam sindicato

Categoria quer defender os interesses dos profissionais autônomos e conscientizar higiene nos salões da região

Comentar
Compartilhar
14 DEZ 201311h34

Os cabeleireiros e profissionais que trabalham em salões de Beleza na Baixada Santista criaram um sindicato para defender a categoria. O Sindicato dos Trabalhadores de Salão de Cabeleireiros, Institutos de Beleza e Similares da Baixada Santista (Sintracabs) atenderá cabeleireiros, pedicures, esteticistas e manicures. O sindicato está filiado a Central Única dos Trabalhadores (CUT).

A diretoria do sindicato é formada pela presidente, Francisca Martins da Silva, do 1º secretário-geral, Mauro Sérgio da Silva, e da diretora-financeira, Neusa Gouveia Nunes. Eles estiveram no Diário do Litoral para divulgar as ações da categoria.

Base do Sintracabs está localizada na Avenida Oswaldo Cruz, 1076, no Pae Cará (Foto: Fernanda Haddad/DL)

“Nossa base está no Guarujá, mas vamos atender o pessoal da Baixada Santista, do Litoral Norte e Litoral Sul. Queremos realizar uma conscientização aos profissionais autônomos e donos de salão a terem seus empregados registrados, para dar segurança e dar benefício aos trabalhadores”, afirma Neusa.

Neusa afirma que uma das lutas do Sintracabs é pela higiene dos salões. “Isso vai trazer segurança para os clientes, o profissional registrado tem dedicação maior, em cada esquina tem um salão, então é necessário ter higiene”.